A importância do gerenciamento de riscos e do seguro de cargas no transporte rodoviário

SEGURANÇA E GR 07/12/2021

A importância do gerenciamento de riscos e do seguro de cargas no transporte rodoviário

O modal rodoviário é tão importante quanto desafiador para embarcadores e transportadores. Em um país recordista em roubos de carga, fraudes e acidentes nas estradas, o setor de transporte e logística tem no gerenciamento de riscos e no seguro de cargas dois fortes aliados.

A atividade de transporte rodoviário é norteada por uma relação jurídica que define direitos e deveres. A Lei 11.442/2007 estabelece a responsabilidade do transportador e as regras de ressarcimento por prejuízos resultantes de perda, danos ou avarias às mercadorias sob sua custódia.

Independentemente da comprovação de culpa em um acidente, por exemplo, é o transportador quem deve arcar com os prejuízos. Diante de tamanha responsabilidade, um bom plano de gerenciamento de riscos se faz fundamental nas operações de transporte rodoviário de cargas, sendo inclusive uma das exigências de seguradoras.

Neste artigo, vamos entender melhor as responsabilidades dos transportadores, a importância do seguro no transporte de cargas, as exigências das seguradoras, como o gerenciamento dos riscos reforça a segurança nas operações e a importância de contar com tecnologia e soluções para o cumprimento das regras do transporte rodoviário.

Responsabilidade da carga durante os transportes

O transportador tem direitos e deveres ao fazer a movimentação de cargas no Brasil. Entre as prerrogativas estão o planejamento das viagens (itinerário, horário etc.), recusar a carga que estiver embalada de forma inadequada e receber o pagamento pelo serviço, de acordo com o preço e os acordos feitos entre as partes.

Na mesma medida, precisa garantir a entrega da carga, assumindo a responsabilidade da coleta ao destino final, cumprindo as diretrizes do plano de gerenciamento de riscos, conservando a mercadoria, expedindo a documentação necessária e todas as exigências legais relativas ao transporte rodoviário de cargas.

Importância do seguro no transporte de cargas

O seguro no transporte de cargas reduz os impactos e prejuízos nas operações de movimentação de mercadorias. Com ele, as transportadoras podem ficar mais tranquilas e amparadas em eventuais sinistros.

Dependendo do seguro contratado e das coberturas previstas na apólice, a transportadora estará resguardada, total ou parcialmente. Uma boa estratégia é ter assegurados o caminhão e a carga.

Todo transportador rodoviário remunerado deve ter seu cadastro no Registro Nacional dos Transportadores Rodoviários de Carga (RNTRC). No caso da carga, o seguro é obrigatório por lei – uma garantia e uma vantagem, na verdade, já que o prejuízo para arcar com roubos ou acidentes que danifiquem a carga podem inviabilizar o negócio.

O seguro de cargas contempla o transporte nacional e internacional. Em viagens nacionais, a apólice pode ser feita individualmente, a cada viagem, ou aberta (neste caso, para diferentes deslocamentos, que são comunicados por averbação, um a um).

Já no caso do transporte internacional, o seguro pode ser intermodal, com cobertura para qualquer meio de transporte utilizado. Neste caso, a contratação segue os Termos Internacionais de Comércio.

Tipos de seguro para transporte rodoviário

  • RCTR-VI – Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário em Viagem Internacional

É o seguro de carga para transportes rodoviários internacionais, usado comumente em viagens com destino a países do Mercosul. Protege em casos de perdas ou danos as mercadorias de terceiros – inclusive acidentes, resguardando o contratante responsável pela carga desde o início do trajeto, no Brasil, até o fim do percurso em outro país.

  • RCTR-C – Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga

É obrigatório para qualquer empresa de transportes registrada na ANTT e protege em casos de acidentes nas vias – colisões, tombamentos, explosões, incêndios, capotagem etc. É válido desde o recebimento dos bens pela transportadora até a entrega ao destinatário e protege também o motorista ou pessoal responsável pelo transporte.

  • RCF-DC – Seguro de Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário por Desaparecimento de Carga

Não é o obrigatório, mas sua cobertura engloba furtos, extorsão por meio de sequestro, estelionato, roubos em depósitos ou praticado por quadrilhas, sob série ameaça ou violência e desaparecimento da carga – roubo do veículo com a mercadoria dentro.

  • Adicionais do seguro de carga

Para ampliar a cobertura, é possível inserir serviços adicionais nas apólices de seguro de carga, de acordo com as necessidades da operação, entre elas: transbordo e desvio de rotas, riscos de greve, destruição, mercadorias em devolução etc.

Os valores do seguro variam conforme as características do veículos e das mercadorias, área de atuação, variáveis da operação e, inclusive, condição de manutenção da frota.

Exigências das seguradoras e a importância do Plano de Gerenciamento de Riscos

Os riscos operacionais são uma realidade no setor de transporte rodoviário de cargas e as seguradoras têm uma série de exigências. Confira:

  1. Plano de Gerenciamento de Riscos: principal exigência das seguradoras e precisa ser cumprido à risca para garantir a cobertura do seguro e o pagamento da indenização em caso de sinistro.

O PGR envolve estratégias de prevenção a sinistros, roteirização, pontos de parada, completo monitoramento das operações, informações sobre motoristas, histórico do veículo e uso de tecnologias para o controle e acompanhamento das operações.

  1. Cadastro e consulta de veículos e motoristas: se essa for uma exigência expressa na apólice RCF-CD, a empresa corre o risco de perder o direito ao seguro se não fizer o cadastro de pesquisa e consulta dos profissionais responsáveis pelo transporte.
  2. Checklist: essa etapa do PGR é outro requisito exigido pelas seguradoras. Saber que o veículo e o motorista estão em situação regular e aptos para a viagem reduz as chances de problemas, melhora a eficiência e aumenta a confiança nos processos.
  3. Monitoramento das cargas: as apólices podem ter detalhes específicos para a questão do monitoramento e é fundamental cumprir as exigências sob o risco de invalidar ou anular as coberturas.

Lembre-se que ter apenas um localizador não significa monitoramento. A apólice pode especificar o uso de dispositivos como travas, sensores, iscas e sistemas de monitoramento e comunicação em tempo real entre o motorista e a gerenciadora de riscos.

  1. Seleção das empresas de GR: a gestão dos riscos envolve uma série de medidas e contar com a parceria de empresas experientes no gerenciamento de riscos e homologadas junto às seguradoras é essencial.

Como o gerenciamento de risco reforça a segurança

Gerenciar os riscos na movimentação rodoviária de cargas é uma exigência das seguradoras e pode ser decisivo para obter a cobertura necessária e o pagamento da indenização. A complexidade da atividade exige estratégias preventivas e ações de pronta resposta em caso de sinistros.

O gerenciamento de riscos torna a operação mais segura porque analisa os pontos sensíveis da operação, permitindo que medidas preventivas sejam adotadas. Mitigar os riscos é a forma mais eficiente para amenizar prejuízos, com foco no equilíbrio da sinistralidade da apólice.

Leia aqui: Gerenciamento de riscos: entenda como a prevenção de sinistros melhora a performance no transporte de cargas.

Sua empresa atende as exigências das seguradoras?

Com tantas variáveis e exigências a serem cumpridas para garantir a segurança das operações e as indenizações do seguro em caso de sinistros, a melhor estratégia é contar com soluções integradas que facilitem o gerenciamento de riscos.

A boa notícia é que existe tecnologia disponível para ajudar nesse processo e gerenciadoras de risco com times capacitados e experientes em operações de transporte rodoviário de cargas.

A Buonny oferece todos os serviços para a gestão operacional, gerenciamento da frota e entregas, prevenção de sinistros, cadastro e consulta de motoristas e veículos, equipamentos de rastreamento e monitoramento 24 horas.

Soluções sob medida para cada operação

O Buonny Check tem mais de 1,8 milhão de motoristas e 1,2 milhão de veículos cadastrados e oferece a agilidade necessária na hora de contratar os profissionais para o transporte rodoviário de cargas.

O monitoramento das cargas fica por conta do Buonny Sat, a solução que eleva a performance das operações contemplando todas as etapas para o planejamento e acompanhando das viagens, a começar pelo Plano de Gerenciamento de Riscos.

Para quem busca tecnologias modernas para o rastreamento das viagens e prevenção de riscos, o sistema de rastreamento de cargas Buonny Tech é a melhor ferramenta no cumprimento das exigências de segurança da operação ou apólice de seguros.

Tudo isso acompanhado por um software de gestão inteligente como o Buonny Log, que integra informações de planejamento e monitoramento das viagens com indicadores e relatórios de performance, ampliando a segurança, reduzindo custos e aumentando em até 30% a eficiência operacional.

Para viagens seguras e que atendam às exigências das seguradoras, solicite um orçamento, conte com a Buonny e viaje tranquilo.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato