LinkedInFacebookXWhatsApp

Como garantir o compliance fiscal com a gerenciadora de riscos

LinkedInFacebookXWhatsApp
colaboradores apertam as mãos, remetendo à importância do compliance fiscal nas empresas de logística e transporte

A garantia do compliance fiscal é essencial para sustentabilidade e sucesso do transporte de cargas no mercado altamente regulamentado.

No entanto, navegar pelas complexidades das leis e regulamentos tributários pode ser desafiador para o gestor de frota, não é mesmo?

É aqui que entra o papel fundamental da gerenciadora de riscos.

Elas oferecem expertise, tecnologia e suporte para identificar, avaliar e mitigar os riscos fiscais enfrentados pelo setor de transporte de cargas.

Ao longo deste conteúdo, vamos discutir como a colaboração da gerenciadora de riscos na implementação de controles internos facilitam o compliance fiscal. Acompanhe!

O que é compliance fiscal?

O compliance fiscal é definido como o conjunto de práticas e processos adotados pela empresa para garantir que as operações estejam em conformidade com as leis e regulamentos tributários.

Isso envolve a implementação de controles internos para assegurar que todos os impostos sejam calculados, declarados e pagos corretamente, considerando os prazos estipulados pela legislação.

Além disso, o compliance fiscal também abrange a adoção de medidas preventivas para:

  • evitar erros nas operações logísticas;
  • mitigar fraudes ou evasões fiscais;
  • realizar auditorias internas preventivas;
  • acompanhat mudanças na legislação tributária, para garantir a conformidade contínua.

Portanto, o compliance fiscal é peça fundamental para garantirtransparência e integridade das operações financeiras da empresa, minimizando riscos legais e financeiros.

Importância da compliance fiscal para as empresas de transporte de cargas

O programa de compliance fiscal ajuda o gestor de frotas a garantir que estejam em conformidade com todas as exigências tributárias. Assim, é possível evitar penalidades financeiras, litígios e danos à reputação.

Além disso, o compliance fiscal permite a identificação e mitigação dos riscos associados às operações. Isso não apenas protege a empresa de possíveis sanções legais, mas também promove uma gestão financeira mais eficiente e transparente.

Dessa forma, as empresas podem contribuir para a sua sustentabilidade e competitividade no mercado.

Principais obrigações fiscais no transporte rodoviário de cargas

No setor de transporte rodoviário de carga, as obrigações fiscais desempenham um papel importante na operação.

Assim, é recomendado que a empresa de transporte mantenha um setor apenas para acompanhar as obrigações fiscais, que incluem o pagamento de:

  • Impostos sobre Serviços (ISS);
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
  • Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • Contribuição para o PIS/PASEP e COFINS;
  • Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB);
  • Obrigações acessórias, como emissão de documentos fiscais eletrônicos, cumprimento de obrigações acessórias estaduais e municipais, entre outras.

Essas são apenas algumas das obrigações fiscais comuns no setor de transporte de cargas.

É importante que as empresas estejam atentas às legislações tributárias aplicáveis a cada estado brasileiro, a fim de evitar problemas com a legislação.

Como implementar o compliance fiscal na transportadora?

Confira a seguir como é possível implementar a compliance fiscal na transportadora.

Conscientização e treinamento

Comece por conscientizar os colaboradores sobre a importância do compliance fiscal.

Para isso, treinamentos regulares são interessantes para mantê-los atualizados sobre as leis e regulamentos fiscais relevantes para o setor de transporte de cargas.

Análise de riscos

Realize uma análise detalhada dos riscos fiscais específicos enfrentados pela transportadora, levando em consideração fatores como tipos de carga, rotas de transporte, clientes e regimes tributários aplicáveis.

Implementação de controles internos

Desenvolva e implemente controles internos robustos para garantir que todas as operações fiscais sejam conduzidas de acordo com as leis e regulamentos aplicáveis. Isso pode incluir:

  • procedimentos para a emissão de documentos fiscais;
  • cálculo e recolhimento de impostos;
  • registro de transações;
  • auditorias internas regulares.

Automação de processos

Utilize sistemas de gestão integrada e sistemas de automação fiscal para facilitar o cumprimento das obrigações fiscais, minimizar erros e garantir a precisão e consistência dos registros fiscais.

Monitoramento e atualização

Mantenha-se atualizado sobre as mudanças na legislação tributária e monitore as operações da transportadora para garantir que estejam em conformidade com as novas exigências.

Faça ajustes nos processos e controles conforme necessário para garantir a conformidade contínua.

Vantagens da garantia de compliance fiscal nas operações

Estar em conformidade com todas as obrigações fiscais ajuda a evitar penalidades financeiras, multas e litígios com autoridades fiscais, que pode representar economias substanciais de recursos e custos da logística.

Além disso, o compliance fiscal promove uma reputação positiva para a empresa, transmitindo confiança aos clientes, fornecedores e parceiros comerciais.

Todos esses fatores podem levar a um aumento da competitividade no mercado e melhores oportunidades de negócios.

Além disso, a conformidade fiscal também contribui para uma gestão financeira mais transparente e eficiente. Isso reduz os riscos de erros contábeis, fraudes e evasão fiscal, e fornece uma base sólida para o crescimento sustentável e a longevidade do negócio.

Riscos da falta de conformidade e fiscalização nas transportadoras

A falta de conformidade com as obrigações fiscais pode resultar em multas e penalidades com autoridades fiscais.  Além disso, ela gera aumento dos custos operacionais e possíveis danos à reputação da empresa.

Também a falta de conformidade pode resultar em perda de contratos e clientes, uma vez que parceiros comerciais e clientes podem optar por fazer negócios com empresas que demonstrem responsabilidade fiscal.

Em termos legais, a não conformidade também pode resultar em processos judiciais, investigações e até mesmo ações criminais contra a empresa e seus dirigentes, colocando em risco a continuidade das operações.

Papel da gerenciadora de riscos no suporte ao compliance fiscal

Uma gerenciadora de risco pode oferecer serviços como:

  • análise de riscos fiscais específicos do setor de transporte de cargas;
  • revisão de processos operacionais para garantir conformidade com as leis fiscais aplicáveis;
  • implementação de controles internos para evitar erros e evasões fiscais.

Além disso, as gerenciadoras de riscos podem oferecer soluções tecnológicas avançadas, como sistemas de gestão integrada e automação fiscal.

Esses recursos servem para facilitar o cumprimento das obrigações fiscais, monitorar as operações da empresa em tempo real e identificar potenciais áreas de falta de conformidade.

Entendeu como uma gerenciadora de risco pode contribuir para o suporte à compliance fiscal? Elas ajudam as transportadoras a identificar e mitigar os riscos fiscais, implementar controles internos eficazes e garantir conformidade contínua com as leis e regulamentos tributários.

Para isso, conte com essa e outras soluções da Buonny. Somos referência no mercado de gerenciamento de riscos para o transporte de cargas.

Contamos com tecnologias exclusivas para otimizar a operação dos nossos clientes garantindo segurança e eficiência. Clique aqui e conheça melhor nossas soluções conversando com nosso time de especialistas.