LinkedInFacebookXWhatsApp

Veículos pesados: como acertar na escolha no transporte de cargas

LinkedInFacebookXWhatsApp
Caminhão classificado como veículos pesados

Um dos principais desafios das empresas de transporte de cargas para aumentar a produtividade é expandir a dimensão da frota. Mas, para escolher veículos pesados de forma assertiva, é preciso entender quais as necessidades da transportadora no momento da compra.

Isso porque a negociação dos caminhões requer um alto investimento, além de outros fatores que também precisam de atenção como tipo de mercadoria a ser transportada e quais estradas de percurso do caminhão.

Para te ajudar na hora de escolher o veículo ideal para o seu negócio, separamos algumas dicas práticas para você acertar na escolha e evitar prejuízos. Confira no conteúdo a seguir!

O que são veículos pesados?

Os veículos pesados são aqueles projetados para transportar cargas de grande porte e peso elevado. Geralmente, incluem, de modo geral, caminhões, ônibus, carretas, entre outros.

Em comparação com os veículos leves, os veículos pesados possuem características distintas que os tornam mais adequados para o transporte de cargas pesadas.

Confira a seguir quais as principais características e diferenças de veículos leves e pesados, principalmente quando se trata de conformidade e custo-benefício.

Diferença entre veículos leves e pesados

As diferenças entre veículos leves e pesados são essenciais para determinar qual tipo se adequa melhor à necessidade da sua empresa.

Para determinadas mercadorias, é preciso até mesmo cuidados especiais com a carga, como controle de temperatura, por exemplo. Dessa forma, os veículos precisam de adaptações para atender a esses pontos.

A principal característica que diferencia veículos leves de pesados é o peso bruto do automóvel.

Veículos leves são aqueles que possuem peso bruto de até 3,5 toneladas, como motocicletas, automóveis, SUVs, caminhonetes, dentre outros.

Já o veículo pesado, possui peso bruto superior a 3.500 quilos, como caminhões, carretas, ônibus, dentre outros.

Além dessas diferenças, também existem algumas com relação à velocidade, conformidade, valor e até mesmo desvalorização.

Todos esses pontos são de extrema importância na hora de escolher pelo veículo adequado para a sua operação. Portanto, acompanhe e entenda melhor.

Velocidade do veículo nas vias

Os veículos pesados, devido ao seu tamanho e peso, têm uma velocidade máxima menor do que os veículos leves. Isso se deve à necessidade de maior tempo de frenagem e aceleração.

De acordo com a lei, as regras de velocidade para veículos leves podem alterar entre 100km/h, sem reboque, e 80km/h, com reboque.

Para veículos pesados, o limite fica igual ao veículo leve com reboque, que é de 80km/h.

Capacidade de carga e conformidade

O veículo pesado tem uma capacidade de carga significativamente maior do que o veículo leve. Isso permite o transporte de cargas pesadas de forma mais eficiente.

Além disso, estão sujeitos a regulamentações mais rigorosas em termos de conformidade com normas de segurança e ambientais.

Como, por exemplo, restrições de circulação em determinadas vias, regras de capacidade de carga, pagamento de impostos específicos, dentre outras.

Valor de aquisição do veículo

Devido à sua complexidade e tamanho, os veículos pesados tendem a ter um valor de aquisição mais alto do que os veículos leves.

Revisão e manutenção

A revisão e manutenção periódicas são essenciais para garantir o bom funcionamento e segurança de ambos os tipos de veículos.

Porém, como o transporte de cargas exige mais força e capacidade do caminhão, manutenções e revisões devem ser mais frequentes para as frotas.

Desvalorização nas negociações

Assim como os veículos leves, os veículos pesados também estão sujeitos à desvalorização ao longo do tempo.

É importante considerar esse fator ao investir em uma frota de veículos pesados, buscando estratégias para minimizar perdas financeiras.

O que avaliar na hora de comprar um veículo pesado na frota?

Agora você entende a importância de estudar antes de comprar um novo caminhão para a frota. Veja estas dicas sobre o que considerar ao escolher o caminhão de carga certo.

Estude os tipos de veículos

Escolher um veículo inadequado para a carga pode causar problemas como despesas de manutenção, multas e colocar em risco a vida do motorista da frota.

É importante escolher um veículo que suporte o peso ideal para o tipo de carga transportada. Por isso, é recomendado que ocorra um estudo prévio sobre os principais tipos e modelos de caminhão de carga.

Os veículos de carga mais utilizados são:

Caminhão VUC

Esse veículo consegue trafegar em locais em que os veículos pesados são proibidos, como na Zona de Máxima de Restrição de Circulação de São Paulo, por exemplo.

Seu diferencial é importante para entregas locais, além de ser compatível com diferentes tipos de mercadorias e possuir um custo baixo.

O caminhão VUC comporta até 3 toneladas e possui dois eixos simples, largura máxima de 2,20 metros e comprimento máximo de 6,3 metros. Além disso, precisam ter emissão de poluentes limitada e data de fabricação posterior a 2005.

Caminhão Toco

Esse caminhão é de categoria simples e comporta entre 12 e 16 toneladas a depender do tipo de eixo traseiro, que pode ser duplo ou simples. Ele mede até 14 metros e é um veículo básico utilizado para o transporte de cargas secas, caixotes, engradados, tambores, entre outros.

Caminhão Truck

Conhecido como caminhão pesado, comporta até 23 toneladas. São caminhões mais robustos e é o tipo mais encontrado nas rodovias brasileiras. Ele tem o diferencial de durar mais entre fretes regionais, além de ser compatível com carrocerias maiores.

Caminhão Bitruck

É um caminhão que comporta até 29 toneladas com dois eixos dianteiros simples e dois eixos traseiros mistos. São mais eficientes no transporte de cargas pesadas, pois conseguem distribuir bem o peso sobre as rodas e na estrada.

Controle custos de manutenção e consumo de combustível

No momento da compra do veículo, é preciso entender os prós e contras sobre a aquisição do caminhão para transportar as cargas.

Isso acontece porque, dependendo do modelo de escolha, as peças e manutenção podem gerar altos custos nas operações.

Devido as más condições das estradas no Brasil, isso pode danificar as condições do veículo e, consequentemente, afetar o orçamento da frota.

Além disso, deve ser levado em consideração o consumo de combustível. Como se trata de veículos para transporte rodoviário de cargas, esse custo gera altos investimentos para manter estável o orçamento da frota.

Planilha de Cálculo de Frete de Retorno. Baixe agora!

Esteja ciente das restrições legais

Os estados brasileiros possuem regras específicas quanto à circulação de veículos pesados nas vias. Dessa forma, a depender do seu tipo de operação, é preciso estar por dentro dessas normas, para não ocasionar probelmas legais.

Além disso, essas regras envolvem também os tipos de empresas que compram os veículos. Como, por exemplo, empresas de médio e pequeno porte só podem realizar a compra de veículos com capacidade pré-definida dentro das operações.

Tenha a tecnologia como aliada

A gestão de frotas pode aproveitar que alguns caminhões já apresentem recursos tecnológicos. Assim, é possível obter dados importantes sobre a performance do motorista e o desempenho do veículo.

Essas informações são úteis para identificar quando o veículo precisa de manutenção, permitindo prever essa necessidade e garantir que seja reparado.

Também ajudam a prever possíveis falhas durante o trajeto. Essas podem atrasar as entregas e comprometer a satisfação do cliente e a eficiência da operação, algo que é solucionado pelo monitoramento em tempo real.

Tecnologia da Buonny para otimizar operações com veículo pesado

Ao contar com a tecnologia da Buonny, sua empresa investe em maior segurança para potencializar na prevenção de acidentes.

Além disso, com monitoramento e rastreamento em tempo real e sistemas logísiticos que analisam a performance do motorista e otimizam as rotas, é possível garantir a conformidade na operação e mais agilidade nas entregas.

Confira as nossas soluções e eleve a sua transportadora a um novo patamar no mercado.

Somos líderes no mercado de gerenciamento de riscos e, aliados à alta tecnologia, garantimos aos nossos clientes soluções para melhorar eficiência e segurança na frota. Clique aqui e converse com nossos especialistas.