CFOP: como funciona e o que fazer em caso de rejeição

Você já ouviu falar do CFOP? A sigla, composta por 4 dígitos, é um código usado para padronizar a entrada e saída de produtos das empresas.

Esse código permite que as organizações e as autoridades fiscais identifiquem a natureza da operação e também quem é o responsável pela carga.

Logo, o CFOP é um recurso utilizado para a organização e acompanhamento de mercadorias. Porém, é preciso estar atento a ele para evitar multas e outras situações que possam impedir o trânsito das mercadorias no território brasileiro.

Neste conteúdo, trazemos para você os principais pontos referentes ao CFOP e o que fazer em caso de rejeição. Acompanhe!

O que é CFOP e qual a sua função?

CFOP é a sigla para “Código Fiscal de Operações e Prestações”. Trata-se de um código numérico utilizado no sistema tributário brasileiro para identificar as naturezas das operações de:

  • compra;
  • venda;
  • prestação de serviços;
  • transferências e outras atividades comerciais realizadas por empresas e contribuintes.

O CFOP, assim como o romaneio de carga, é um documento essencial para a correta escrituração fiscal e o cumprimento das obrigações tributárias no Brasil.

Ele também ajuda a identificar a natureza das operações e as alíquotas aplicáveis para fins de apuração e recolhimento dos impostos. Esses ocorrem junto a órgãos como a Receita Federal e as Secretarias de Fazenda Estaduais.

Como funciona o CFOP para CT-e?

O Código Fiscal de Operações e Prestações também é utilizado no Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) no Brasil.

Vale lembrar que o CT-e é um documento fiscal eletrônico que registra a prestação de serviços de transporte de cargas. Ele deve ser feito por transportadoras, sendo obrigatório para empresas que realizam esse tipo de atividade.

No CT-e, o CFOP é utilizado para identificar a natureza da prestação de serviço de transporte. Dessa forma, ele é informado no campo específico destinado ao código dentro do arquivo XML do CT-e, que é o formato eletrônico do documento.

O CFOP no CT-e pode variar de acordo com a natureza do serviço prestado, tais como:

  • transporte intermunicipal;
  • interestadual;
  • internacional, entre outros.

Assim como em outros documentos fiscais, o CFOP no CT-e é essencial para garantir a conformidade com a legislação tributária e evitar problemas com o fisco.

Todas as informações podem constar no DET-e, que é um sistema eletrônico projetado para reunir todos os documentos burocráticos no Brasil. Logo, é importante utilizar o código do CFOP correto para a natureza do transporte realizado.

Planilha de Acerto de Motorista. Baixar agora!

O que é a tabela CFOP e sua relação com a nota fiscal?

A tabela CFOP é um guia que auxilia na identificação e classificação das operações comerciais, e sua correta utilização na nota fiscal é essencial para:

  • garantir a precisão das informações fiscais;
  • cumprir as obrigações tributárias;
  • evitar problemas com a fiscalização.

Como consultar a tabela

A tabela pode ser consultada de forma online, gratuita e acessível a todos os contribuintes e empresas.

Para consultar, você pode seguir os passos abaixo. Acompanhe!

  1. Acesse o site da Secretaria da Fazenda do seu estado ou da Receita Federal do Brasil.
  2. Procure pela seção de “Legislação” ou “Documentos Fiscais” no site.
  3. Procure por informações relacionadas à tabela CFOP.
  4. Geralmente, a tabela CFOP é disponibilizada em formato de arquivo PDF, que pode ser visualizado e baixado para consulta.
  5. No documento, você encontrará a lista de códigos CFOP e suas descrições correspondentes, que indicam a natureza das operações e prestações comerciais.
  6. Para identificar o CFOP correto para a sua atividade ou transação, pesquise na tabela utilizando palavras-chave relacionadas à operação que você deseja registrar em sua nota fiscal.
  7. Lembrando que é importante utilizar o código correto na emissão de notas fiscais, pois garante a correta tributação e o cumprimento das normas.

Caso tenha dúvidas específicas sobre a utilização da tabela CFOP e seus códigos, é recomendado buscar auxílio junto ao contador ou departamento fiscal da sua empresa.

Em quais situações o CFOP pode ser rejeitado?

O CFOP pode ser rejeitado em algumas situações, principalmente quando ocorrem erros ou inconformidades em sua utilização na documentação fiscal.

Confira abaixo algumas das situações em que pode acontecer a rejeição.

CFOP inválido

Essa situação acontece se o CFOP informado na nota fiscal não corresponder a uma operação ou prestação válida de acordo com a legislação tributária.

CFOP incompatível com a natureza da operação

Caso o CFOP utilizado na nota fiscal não esteja condizente com a atividade comercial ou o serviço prestado.

CFOP não permitido para o emitente ou destinatário

Em algumas situações, determinadas operações podem ser restritas a certos tipos de contribuintes. Dessa forma, se o CFOP utilizado não estiver permitido para o emitente ou destinatário da nota fiscal, ela poderá ser rejeitada.

CFOP incompatível com o regime tributário

Dependendo do regime tributário em que a empresa está enquadrada, a utilização de certos CFOPs pode ser inadequada, levando à rejeição da nota fiscal.

Divergências em informações fiscais

Se houver divergências entre o CFOP informado e outras informações fiscais, como alíquotas de impostos ou bases de cálculo, a nota fiscal pode ser rejeitada.

Problemas no envio do documento eletrônico

No caso de notas fiscais eletrônicas (NF-e ou CT-e), erros no envio do arquivo XML podem ocasionar a rejeição do CFOP.

Como usar a tecnologia para aumentar a segurança no transporte de cargas e evitar acidentes nas rodovias
Baixe agora nosso ebook Como usar a tecnologia para aumentar a segurança no transporte de cargas e evitar acidentes nas rodovias.

O que fazer em caso de rejeição?

Em caso de rejeição do CFOP nos documentos fiscais da sua empresa, é possível tomar algumas medidas. Acompanhe!

  • Identificar o motivo da rejeição.
  • Corrigir o erro, incluindo o código correto de acordo com a operação.
  • Reenviar o documento com as informações corretas.
  • Verificar outras informações relevantes no documento.
  • Atentar para o prazo de correção, se houver.
  • Consultar um contador em casos complexos ou com dificuldades na correção.

É essencial que as empresas estejam atentas e adotem práticas adequadas de emissão de documentos fiscais para evitar a rejeição.

Para isso, contar com sistemas integrados de emissão de notas fiscais confiáveis e realizar a validação prévia dos dados antes do envio aos órgãos fiscais pode ajudar a evitar problemas e garantir a conformidade com a legislação.

Agora que você sabe o que é, como funciona e o que fazer em caso de rejeição do CFOP, conte com a ajuda da tecnologia para otimizar os processos de transporte da sua empresa!

Assim como a garantia de que toda a sua logística seja monitorada e acompanhada em tempo real. Isso evita erros e atrasos na sua operação. Para isso conte com a Gestão Logística.

Com o nosso sistema de gerenciamento de transporte você planeja suas viagens de forma eficiente com acompanhamento em tempo real.

A partir dele, você tem todo esse controle em apenas uma tela, garantindo o cumprimento de prazos e identificando erros e obstáculos que colocam em risco a sua operação.

A Buonny é líder no mercado de gestão de logística e riscos, com soluções de alta tecnologia que acompanham as tendências do mercado. Clique aqui e converse com nossos especialistas para saber como melhorar os resultados da sua transportadora.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato