Desafios da logística no setor siderúrgico e metalúrgico: saiba como superá-los com o uso de tecnologia

LOGÍSTICA 22/02/2022

Desafios da logística no setor siderúrgico e metalúrgico: saiba como superá-los com o uso de tecnologia

A indústria de base – que fornece matéria-prima para o desenvolvimento de outros produtos em diversos segmentos industriais – tem importância fundamental na economia brasileira. Para garantir que os materiais e insumos cheguem ao destino, a logística no setor siderúrgico e metalúrgico requer atenção especial.

Normalmente, esse segmento precisa fazer a movimentação de itens extremamente pesados e indivisíveis, como bobinas de aço, barras de ferro, vergalhões, chapas metálicas e componentes para a indústria naval, aérea, petrolífera, automotiva, linha branca, construção civil e de geração de energia, por exemplo.

Com centenas de toneladas e dimensões gigantes, essas cargas exigem estratégias diferenciadas para o embarque, o transporte e a entrega. A alta performance em operações complexas como essas envolvem planejamento, gerenciamento dos riscos, monitoramento em tempo real e ampla visibilidade operacional.

Se você quer saber como vencer os desafios da logística no setor siderúrgico e metalúrgico, confira este artigo. Entenda como o uso de tecnologias de rastreamento, monitoramento, gestão de riscos e integração logística são determinantes para o sucesso deste tipo de operação.

Como é a logística no setor siderúrgico e metalúrgico?

Importante fornecedora de matéria-prima, produtos semiacabados, insumos e peças para outros setores produtivos, as indústrias siderúrgica e metalúrgica precisam de um planejamento logístico eficaz em todas as etapas: da produção à entrega.

A movimentação das cargas deste segmento requer cuidados específicos, principalmente no transporte e armazenagem. Um dos principais pontos de atenção está na segurança da operação e na gestão dos processos.

Cargas extremamente pesadas demandam não apenas equipamentos especiais para o embarque, mas também profissionais treinados e veículos específicos – como “super carretas” – para o transporte de mercadorias que, muitas vezes, extrapolam as dimensões habituais.

A logística no setor siderúrgico e metalúrgico deve contar com estratégias para reduzir a exposição aos riscos. Além da segurança dos profissionais envolvidos no processo, é necessário considerar ainda a integridade da carga, que tem alto valor agregado e precisa ser entregue no prazo para garantir o fluxo de produção na indústria.

Normalmente, para fazer o transporte de cargas do setor metalúrgico e siderúrgico há a necessidade de autorizações especiais de circulação pelas rodovias. O peso, o comprimento e a altura da carga podem interferir no trânsito e danificar fiações, viadutos e outras estruturas em estradas e cidades.

Na logística do setor metalúrgico e siderúrgico, o planejamento e o domínio a respeito das particularidades da carga são fatores essenciais para o sucesso da operação, que embora contemple o transporte multimodal, ainda depende do modal rodoviário.

Quando as dimensões da carga excedem o padrão (seja no comprimento, nas laterais ou necessite de batedores para acompanhar o transporte) é obrigatório obter uma documentação específica, como a AET – Autorização Especial de Trânsito.

O documento é expedido pelo DNIT para veículos ou combinações de veículos que não se enquadrem nos limites de peso e dimensões previstos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Por causa das características peculiares e da possibilidade de causar danos à infraestrutura da rodovia e aumentar o risco de acidentes, a movimentação deste tipo de carga é classificada como grau de risco II ou III.

Principais desafios enfrentados pelo setor no processo logístico e no transporte

A logística no setor siderúrgico e metalúrgico é complexa e enfrenta desafios. Confira os principais:

  • Manuseio das cargas com equipamentos especiais e de grande porte;
  • Necessidade de treinamento constante e capacitação específica dos profissionais envolvidos no processo;
  • Prazos de entrega cada vez menores para não comprometer a produção industrial brasileira;
  • Elevado nível de exigência na gestão e na qualidade do serviço de transporte;
  • Gestão inteligente da frota e maior ocupação dos veículos que transportam as cargas;
  • Escolha de parceiros especializados em operações complexas e que ofereçam soluções específicas para este tipo de transporte;
  • Investimentos em tecnologia para o rastreamento, monitoramento e controle dos processos logísticos;
  • Gerenciamento do tempo de carregamento e descarregamento e atendimento às janelas de entrega;
  • Viagens mais demoradas em função das dimensões e do peso da carga, com necessidade de cuidados especiais no transporte;
  • Falta de infraestrutura nas rodovias, com estradas em péssimas condições, o que dificulta o transporte de cargas gigantes;
  • Pouca integração entre os diferentes modais, forçando as empresas a utilizarem o transporte rodoviário;
  • Gestão dos riscos para reduzir os índices de acidentes e avarias à carga;
  • Altos custos operacionais e baixa produtividade.

Leia aqui Tecnologias no transporte rodoviário de cargas: como potencializar a gestão e a segurança das operações

Como superar os desafios

Transportadoras envolvidas em operações complexas do setor de metalurgia e siderurgia devem aplicar inteligência logística na elaboração de planos de trafegabilidade que levem em consideração todos os riscos envolvidos.

Para isso, o segmento conta com uma série de soluções tecnológicas que permitem a análise de dados e das informações sobre a operação logística, roteirização com o mapeamento de locais para parada e pernoite, avaliação das obras de engenharia e infraestrutura no trajeto que possam interferir na viagem, ações para mitigar a ocorrência de sinistros e integração dos sistemas logísticos.

O planejamento e monitoramento das viagens, a programação das entregas e o controle de custos também podem ser feitos com ferramentas especiais e gerenciadoras de risco experientes em operações complexas. A automatização dos processos e o treinamento dos profissionais são outras medidas essenciais para tornar a operação mais ágil, eficiente e competitiva.

Assim, a alta performance logística do setor metalúrgico e siderúrgico está baseada em tecnologia, integração de sistemas, planejamento estratégico, ampla visibilidade operacional, seleção criteriosa dos profissionais e comunicação, em tempo real, com todos os envolvidos no processo.

Conte com quem é especialista em logística

Líder em soluções para o gerenciamento de riscos, a Buonny oferece todas as ferramentas necessárias para operações complexas e o transporte de cargas pesadas, atendendo com excelência as demandas do setor metalúrgico e siderúrgico.

Entre os recursos disponíveis estão o Buonny Log (software de gestão e monitoramento das viagens), o Buonny Sat (monitoramento de viagens 24h, em tempo real) e o Buonny Check (o maior serviço de cadastro e consulta de motoristas e veículos, com contratação 100% digital). Há ainda os recursos da Buonny Tech, empresa focada em soluções de rastreamento, telemetria e prevenção de acidentes.

Se você quer melhorar a logística nas suas operações de transporte de cargas pesadas ou de qualquer outro segmento, fale com um especialista da Buonny.

Leia também Buonny: nova era no gerenciamento de riscos para o transporte rodoviário de cargas.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato