Mercado de caminhões deve crescer 30% este ano

As perspectivas do mercado de caminhões para 2018 são animadoras na visão dos principais executivos da Mercedes-Benz, marca líder de veículos comerciais, com previsão de crescimento do PIB e da taxa Selic chegar 6,5% até o final do ano, as condições econômicas estão interessantes para quem quer investir na visão da área comercial da montadora.

E os números reforçam esta tese. Foram comercializados mais de 6.200 veículos comerciais entre dezembro e janeiro: 4000 ônibus, 1073 caminhões e 1154 comerciais leves da linha Sprinter.

O agronegócio, logística, transporte de combustíveis e químicos, mineração e madeira foram segmentos que mais investiram o que leva a montadora a estimar um crescimento de 30% nas vendas de caminhões em 2018 na comparação com o ano passado.

Segundo dados da Anfavea, a associação dos fabricantes, no total o licenciamento de caminhões somou em janeiro 4,6 mil unidades, aumento de 54,8% sobre as 2,9 mil unidades de janeiro do ano passado e diminuição de 24,9% se defrontado com as 6,1 mil de dezembro.

Alta no mercado de vendas de frotas

A Raízen/Shell, principal fabricante de etanol de cana-de-açúcar do Brasil, acaba de negociar 533 caminhões sendo 300 Actros para transporte de combustível na Divisão Shell e 233 Axor para operações fora de estrada para agregar ao mercado de caminhões.

No total são 1.057 extrapesados da marca vendidos para operações da empresa em apenas seis meses, uma vez que a companhia havia adquirido 524 unidades em julho de 2017.

Percepções dos profissionais a partir do aumento de vendas

“Estamos na melhor fase de produtos da Mercedes-Benz. Nunca estivemos tão maduros com soluções em todos os segmentos, dos pesados aos semi- leves. Dos pesados aos leves.”, afirma Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças & Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz.

“Os números de vendas nos motivam a continuar perseguindo o mote ‘As Estradas falam’. A Mercedes-Benz ouve’, entregando ao cliente o produto por ele desejado, atendendo suas expectativas de rentabilidade, conforto e segurança”, confirma Leoncini.

A D’Granel Transportes também fechou 100 extrapesados em janeiro, sendo 86 Axor e 14 Actros para o transporte de granéis sólidos para siderurgia, cimenteiras, mineradoras e celulose, com operações no Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste.

Também em janeiro, a Mercedes-Benz negociou 80 caminhões Axor para a Expresso Nepomuceno, que serão destinados ao transporte de cana-de-açúcar e madeira em várias regiões do Brasil.

Demais aplicações para as frotas comercializadas com as empresas

Somam-se ainda 110 extrapesados para diferentes aplicações: 52 Actros para transporte de combustível (Transjordano), 35 Actros para transporte logístico (Log Brasil) e 23 Axor para operações de cana-de-açúcar (Breda).

Em dezembro de 2017, foram 150 Actros para a Transoeste realizar o transporte de grãos no Centro-Oeste (negociações realizadas com o envolvimento da unidade de seminovos SelecTrucks) e 100 Actros para renovação de frota da Transportadora Risa, maior produtora de soja na nova fronteira do Nordeste.

O caminhão extrapesado Actros, top de linha da Mercedes-Benz, foi um grande destaque de vendas ao longo de 2017, considerando a gama vasta no mercado de caminhões.

Foram emplacadas 1.498 unidades, entre modelos on e off-road, o que significa um aumento de aproximadamente 66% sobre o ano anterior. Considerando apenas os Actros rodoviários, o crescimento de vendas foi superior a 70%.

Manutenção recorrente dos veículos da frota

Na área de pós-vendas, a Mercedes-Benz comercializou 819 Planos de Manutenção e o sistema de gestão de frotas Fleetboard para a Raízen, 109 para caminhões Axor e Actros da Transgrãos e 100 para a Transportadora Risa, totalizando mais de 1.000 Planos de Manutenção e Fleetboard comercializados.

“Esses serviços contribuem com a modernização da gestão de frota e as empresas podem se concentrar em sua atividade, deixando os cuidados da frota com a Mercedes-Benz e seus concessionários”, destaca Silvio Renan, diretor de Peças e Serviços ao Cliente da Mercedes-Benz do Brasil.

Silvio Renan informa ainda que, no primeiro trimestre de 2018, os clientes da marca passam a contar com o programa de fidelidade e recompensas de fábrica, dentro do mercado de caminhões.

Inédito no segmento e de abrangência nacional, o programa – que é uma ampliação do App Mercedeiros de Verdade com mais de 30.000 downloads – traz vantagens e recompensas aos participantes, sejam os proprietários dos veículos, motoristas.

Destaque nas vendas do modelo Sprinter na logística

Entre vans de passageiros e furgões, a Mercedes-Benz negociou 1.154 veículos da linha Sprinter para implementação de ambulâncias e transporte de pessoas.

Além de retomar a liderança de mercado em 2017 no segmento de comerciais leves (3,5 a 5 toneladas), com 36,7% de participação e 6.327 unidades emplacadas ao longo do ano, a Mercedes-Benz foi a única marca entre os principais concorrentes a registrar crescimento no volume de vendas em relação ao ano anterior, 31% a mais, enquanto o mercado como um todo teve queda de 5%.

“Em apenas cinco anos, aumentamos nosso market share em mais de 21 pontos percentuais, saltando de 14,9% em 2012 para 36,7% em 2017.”, afirmou Jefferson Ferrarez, diretor de Vendas e Marketing Vans da Mercedes-Benz do Brasil.

Para este ano, nosso objetivo é aumentar nossas vendas em 15%, incrementando ações focadas nos clientes, como a revisão com preço fixo declarado e os planos de manutenção específicos para os veículos Sprinter, além de continuarmos investindo nos nossos Van Centers e Centros Especializados em nossa Rede para esse segmento”, segundo Ferrarez.

Sempre atualizado na logística com a Buonny

Para continuar atualizado no universo da logística, conte com a Buonny. Somos líderes no gerenciamento de riscos no transporte de cargas, oferecendo soluções aliadas à tecnologia para garantir operações mais seguras e eficientes.

Se preferir, clique aqui e converse com nossos especialistas para entender quais soluções seriam mais eficientes para a sua operação.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato