Decisões feitos pelas prefeituras não dialogaram com os setores envolvidos

Estudo da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) mostra que em sete regiões metropolitanas brasileiras nas quais foram implantadas restrições para a circulação de caminhões, essas restrições foram decididas pelas prefeituras sem dialogar com os setores envolvidos e sem integrar as regras com as normas de transporte dos demais municípios da região. Além disso, muitos municípios criam legislações para o transporte de cargas, mas não as divulgam ou não colocam as regras em prática.

O levantamento “Logística Urbana: Restrições aos Caminhões?”, no qual são analisadas as condições do transporte de carga em São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Goiânia, Recife e Manaus, apontou carência de dados e estudos para embasar políticas públicas de transporte de cargas em áreas urbanas. Esse problema, segundo a CNT, está associado a uma ideia simplista de que a mera proibição ao trânsito de caminhões em determinadas zonas e vias resolve os problemas de congestionamentos e poluição.

A entidade também constatou grande variação de regras de restrição ao transporte de carga dentro de um mesmo município ou em relação aos outros municípios que integram a região metropolitana. “As regras mudam de um bairro para o outro, de um município para o outro, dificultando o planejamento do transporte de cargas”, diz o estudo.

Proibições de trânsito em dias e horários determinados obrigam os caminhões de carga a circular nas chamadas “janelas horárias”. “Esse modelo de restrição dificulta o planejamento das entregas por razões, como congestionamentos e condições de recebimento de cargas. O comércio, em especial os supermercados e shoppings, adota critérios próprios de recebimento de carga que, muitas vezes, não são compatíveis ou entram em conflito com as restrições determinadas pelo poder público. “

Fonte: goo.gl/Kg7BZC

Vantagens do background check no gerenciamento de riscos

| SEGURANÇA | Sem Comentários
Vantagens do background check no gerenciamento de riscos O modal rodoviário responde por mais de 60% da movimentação de cargas no Brasil. De acordo com o Registro Nacional de Transportador Rodoviário de Cargas (RNTRC), são mais de 2,2 milhões de caminhões registrados no país. O número de caminhoneiros também gira…

Gerenciamento de riscos: entenda como a prevenção de sinistros melhora a performance no transporte de cargas

| Gerenciamento de Riscos | Sem Comentários
Gerenciamento de riscos: entenda como a prevenção de sinistros melhora a performance no transporte de cargas Criar estratégias para evitar problemas na viagem, reduzir as possibilidades de roubos e acidentes, prevenir os prejuízos e melhorar a gestão e a performance operacional. Não há empresas bem-sucedidas no setor de transporte e…

Rastreamento de cargas aumenta eficiência e reduz custos no transporte rodoviário

| SEGURANÇA | Sem Comentários
Rastreamento de cargas aumenta eficiência e reduz custos no transporte rodoviário Saber lidar com os gargalos logísticos é uma condição crítica para o setor de transporte rodoviário no Brasil. Em um país em que a ousadia das quadrilhas especializadas em roubo de mercadorias parece não ter limites, o uso de…

Como aumentar a eficiência no transporte rodoviário com o software logístico SGI

| GESTÃO | Sem Comentários
Como aumentar a eficiência no transporte rodoviário com o software logístico SGI A ineficiência na cadeia logística põe em xeque as operações de transporte rodoviário no Brasil. A boa notícia é que fazer uma gestão inteligente é possível com o uso de softwares logísticos como o SGI, um sistema 100%…
  RESPEITO SE CONQUISTA COM ATITUDES
SÃO PAULO – SP
55 11  5079.2500 / 55 11  3443.2500
BELO HORIZONTE – MG
55 31  3653.6317
CURITIBA – PR
55 41  3015.7109
PORTO ALEGRE – RS
55 51  3072.1375
GOIANIA – GO
55 62 3645.3400
SALVADOR – BA
55 71  3271.4680
SANTIAGO – CHILE
56 2 3251.1125
Buonny Projetos e Serviços de Riscos Securitários Ltda ® Todos os direitos reservados | Ouvidoria: 11 5079.2621 – [email protected]
CNPJ: 06.326.025/0001-66 | IE: Isenta | Alameda dos Guatás, 191 – Jd. da Saúde – São Paulo / SP – CEP 04053-040