RFID: o que é e qual seu principal diferencial na logística

GESTÃO|TECNOLOGIA 08/07/2022

Entender como funciona o sistema RFID é importante, pois oferece uma maior segurança no transporte de cargas.

Isto porque aliado a sistemas mais modernos, o RFID é um recurso extremamente útil para o rastreio de cargas, capaz de fornecer informações individuais sobre produtos transportados em tempo real.

Neste conteúdo, vamos falar mais sobre o que é o RFID, como ele funciona e quais as vantagens de aderir a tecnologia para garantir maior segurança na entrega de mercadorias e transporte de cargas. Acompanhe!

Saiba o que é RFID

Radio Frequency Identification (RFID) é uma tecnologia de identificação e rastreio criada nos anos 40, e que se apresenta extremamente eficiente no campo da logística ainda hoje.

Trata-se de uma tecnologia de rastreamento e identificação por radiofrequência. Através dela, são inseridas etiquetas eletrônicas nos produtos, fornecendo dados sobre eles, incluindo sua posição em tempo real.

O sistema também conta com antenas e leitores que enviam as informações da mercadoria para um banco de dados ou software capaz fazer a integração desses dados com um sistema de gestão.

Ele é bem parecido com um leitor de códigos de barras, porém, traz alguns detalhes que o tornam mais eficiente, como, por exemplo, a possibilidade de rastrear em tempo real os itens etiquetados. Além disso, os itens que passam pelo leitor de RFID não precisam passar por scanners, tornando o processo bem mais rápido.

Qual a sua importância na logística

No campo da logística, a tecnologia RFID é um recurso fundamental para que haja um monitoramento efetivo e individual de insumos ou produtos dentro da produção ou entrega. 

Uma vez que cada item inserido no sistema é único, essas etiquetas podem ser colocadas em carregamentos, embalagens ou produtos, e fornecer informações de maneira extremamente ágil sobre a localização e trajeto realizado.

As informações armazenadas dentro de um sensor RFID podem ser as mais variadas e, dependendo da sua necessidade, é possível inserir informações sobre data e local de produção, insumos utilizados em sua produção e passo a passo dos repasses dos centros de distribuição na entrega. Isso tudo torna o RFID muito importante dentro da logística.

Como funciona a tecnologia RFID

Agora vamos nos aprofundar em alguns conceitos técnicos da operação de um sistema que utiliza RFID.

Esse sistema é composto por apenas 3 componentes: 

  • as etiquetas eletrônicas;
  • as antenas;
  • os leitores, além do software de gestão. 

Antenas posicionadas em locais estratégicos propagam a rede por ondas de rádio e integram centros de produção e distribuição onde temos os leitores de identificação automática. 

Na prática, o que acontece é que os itens etiquetados com o RFID são lidos ao passarem pelos leitores, sem a necessidade de entrar em contato com scanners, pois tudo acontece na identificação por radiofrequência. 

Sendo assim, o processo é muito mais rápido do que o de código de barras tradicional, além da possibilidade de rastreio do objeto, o que não ocorre no sistema de código de barras.

Quais as vantagens e desvantagens de usar essa tecnologia

O uso de RFID pode proporcionar diversas vantagens para o setor da logística. Afinal, por meio de um sistema de informação que utilize essa tecnologia podemos ter conhecimento sobre itens que pertencem a uma cadeia de produção. 

As principais vantagens a se obter com o uso de RFID são:

  • o rastreamento de itens;
  • o controle das mercadorias em estoque;
  • o monitoramento de ambientes;
  • o funcionamento de sistemas antifurto;
  • o controle de acesso em locais restritos;
  • a contribuição para sistemas de prevenção a falsificação.

No entanto, o RFID também possui algumas desvantagens que devem ser levadas em consideração por todo gestor que queira otimizar seu trabalho. Afinal, não vale a pena investir em uma ferramenta que não tem utilidade prática dentro da demanda ou que não seja compatível com o modelo de negócio.

Dentre as principais desvantagens do RFID, podemos citar a elevação do custo do negócio, uma vez que será necessário investimento nos equipamentos para o cadastro e leitura das etiquetas, além de uma equipe de TI ativa para gerenciar o software.

Contudo, ao investir no sistema, o retorno financeiro se mostra com a minimização de transtornos relacionados ao mau monitoramento das entregas, perda de carga e até mesmo roubos e falsificações.

Qual o diferencial que a RFID traz para a logística

Agora vamos citar o que, de fato, faz com que essa tecnologia seja atrativa para o campo da logística, uma vez que promove mais eficiência, agilidade e rentabilidade para o setor.

Diferente de outros sistemas de identificação, o RFID promove a possibilidade de rastrear em tempo real a mercadoria e saber a sua localização a qualquer momento. Isso gera um enorme ganho em termos de segurança. Afinal, a mercadoria pode ser 100% rastreada, tendo o seu trajeto registrado.

Isso significa que, mesmo em caso de contratempos, equipes poderão ser imediatamente acionadas para resolver qualquer conflito durante o deslocamento do transporte.

Com isso, os clientes ficam mais satisfeitos e a carga fica sempre protegida, evitando prejuízos para a empresa e seus clientes.

Agora que você conhece e já entendeu a importância da tecnologia RFID para a segurança da carga, saiba que temos sistemas de monitoramento que utilizam dessa tecnologia e outras modernas para a garantia da segurança na gestão logística da carga. Clique aqui e conheça as nossas soluções de gerenciamento de riscos para o transporte rodoviário de cargas.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato