10 formas de intensificar a segurança dos transportes no varejo

A expectativa do varejo brasileiro é otimista. A Associação Brasileira do Varejo (ABV) estima para o segundo semestre de 2022 um crescimento de até 12% nas vendas em relação aos meses de janeiro a junho, para garantir segurança dos transportes no varejo.

Se o mercado está aquecido, é fundamental que as estratégias de segurança dos transportes no varejo sejam intensificadas.

Para estimular a demanda e atingir os patamares pré-pandemia, o setor aposta em campanhas e promoções para o Dia das Crianças, Copa do Mundo, Black Friday e festas de fim de ano. Isso quer dizer que, se a movimentação no comércio varejista aumenta, o setor de transporte rodoviário de cargas também sente os efeitos.

Aumento de 2,3% até abril no comércio de varejo

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), o crescimento do varejo registrou aumento de 2,3% até abril, impulsionado pelos setores de móveis, vestuários e calçados, artigos farmacêuticos e médicos, perfumaria e eletrodomésticos.

Mais do que oferecer promoções, bom atendimento e condições facilitadas de pagamento, é preciso investir no transporte das mercadorias, com entregas de qualidade e no prazo combinado. Para conseguir isso, a segurança dos transportes no varejo não pode ser negligenciada.

Neste artigo, vamos mostrar os principais desafios logísticos do setor varejista, como melhorar a performance no transporte de mercadorias e quais as vantagens de contar com serviços especializados em gerenciamento de riscos. Aproveite a leitura, aperfeiçoe a segurança do transporte no varejo e faça bons negócios!

Prejuízos com roubos e acidentes

A sinistralidade no transporte de cargas causa prejuízos logísticos bilionários, evidenciando a necessidade de reforços nas ações para aumentar a segurança dos transportes no varejo.

Em 2021, o Brasil registrou crescimento de 1,7% nas ocorrências de roubo de cargas, somando R$ 1,27 bilhão em perdas. De acordo com a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) foram mais de 14,4 mil ações criminosas desta natureza.

O Sudeste registra mais de 80% das ocorrências. São Paulo lidera a taxa de roubos de carga e os gêneros alimentícios estão entre os principais alvos. Medicamentos, eletroeletrônicos, cosméticos, vestuário e calçados também aparecem na lista.

Outro problema são os acidentes. Das 64,4 mil ocorrências nas rodovias, mais de 20% tiveram o envolvimento de pelo menos um caminhão. As colisões representam 60% dos acidentes. Em segundo lugar estão as saídas de pista (15,6%), seguidas por capotamentos/tombamentos (12%).

Em 2021, nas rodovias federais, os acidentes fizeram 52,7 mil vítimas e 5,3 mil mortos. O prejuízo para o país, que registra em média 80 acidentes com vítimas a cada 100 km de rodovia, supera R$ 12 bilhões, segundo levantamento da Confederação Nacional dos Transportes (CNT).

Importância da segurança dos transportes no varejo

Quando se investe na segurança dos transportes no varejo não há apenas uma redução dos prejuízos. Os ganhos envolvem a melhoria na eficiência das entregas, cumprimento de prazos, mais eficiência e assertividade.

O grande objetivo ao ampliar a segurança dos transportes no varejo é mitigar as falhas, aumentar a produtividade e manter a competitividade. Um bom plano de prevenção de perdas e o controle da sinistralidade elevam a qualidade no serviço de movimentação de cargas, reduzindo os riscos e os índices de avarias às cargas e mantendo os custos controlados.

Transportadoras que buscam vantagens competitivas e não abrem mão da excelência nos serviços oferecidos precisam adotar bons programas de prevenção de perdas. Investir em segurança é muito mais do que preservar vidas, evitar acidentes e roubos ou fazer entregas eficientes. É aperfeiçoar a performance, obter bons resultados e melhor resultados com o menor esforço possível.

Como usar a tecnologia para aumentar a segurança no transporte de cargas e evitar acidentes nas rodovias
Baixe agora nosso ebook Como usar a tecnologia para aumentar a segurança no transporte de cargas e evitar acidentes nas rodovias.

Dicas para melhorar a segurança dos transportes no varejo

Não há dúvidas de que os investimentos em segurança no transporte de produtos varejistas são fundamentais, mas:

  • Como melhorar os indicadores com tantos desafios logísticos a serem vencidos?
  • Como tornar as operações de movimentação de mercadorias mais enxutas, otimizadas, seguras e com baixos índices de sinistralidade?
  • Como ter certeza de que o serviço de transporte será de excelência em um país que tem uma malha rodoviária extensa, mas sem conservação e tantos roubos e acidentes?

Os consumidores querem que seus produtos cheguem ao destino em prazos cada vez menores. Embarcadores querem a certeza de que o transporte será feito em segurança, sem avarias e perdas.

Neste cenário, cabe às transportadoras buscar todos os recursos e tecnologias para o monitoramento das viagens em tempo real e suporte de times capacitados para fazer a gestão dos riscos e das frotas.

Quer ser mais eficiente e ter segurança no transporte do varejo? Confira 10 dicas:

  1. Invista na seleção rigorosa dos profissionais envolvidos no transporte da carga. O Cadastro de motoristas ajuda nesta missão e reduzem os riscos de fraude.
  2. Mantenha planos de manutenção preventiva da frota. Falhas mecânicas podem causar acidentes, obrigar paradas em locais vulneráveis à ação das quadrilhas especializadas em roubo de cargas, danificar a carga (em caso de operações frigorificadas, por exemplo) ou ocasionar atrasos na entrega.
  3. Faça a inspeção da frota com o checklist veicular antes do início da viagem. Confira sistema elétrico, bateria, luzes e sinalização do caminhão, óleo do motor e outros fluidos, sistema de frenagem e todos os detalhes fundamentais para a segurança.
  4. Capacite os motoristas em programas de prevenção a acidentes, direção defensiva, legislação de trânsito e oriente sobre a importância de estar alerta a qualquer atitude suspeita de terceiros ao longo da viagem e nos pontos de parada.
  5. Contrate bons seguros para proteger o caminhão, a carga e os motoristas. Além de proteger a empresa contra prejuízos, um bom seguro aumenta a confiança dos clientes no serviço de transporte no varejo.
  6. Aposte na roteirização para otimizar as viagens. O sistema ajuda a definir o percurso ideal e eleva a segurança do transporte no varejo. Além de calcular o melhor trajeto, evita áreas muito isoladas e regiões com alto índice de criminalidade.
  7. Faça o monitoramento da frota integrando tecnologias de rastreamento 24 horas por dia. Essa visibilidade ajuda no gerenciamento dos riscos, na verificação das ações do motorista, na identificação de paradas em locais de risco e na proteção do carregamento, assim como oferece aos gestores a possibilidade de tomar medidas preventivas ou corretivas em tempo real.
  8. Automatize e otimize os processos, aumentando a assertividade, a produtividade, a eficiência, a agilidade e a qualidade dos serviços. Ao utilizar sistemas de gerenciamento em todos os processos de transporte no varejo é possível reduzir os erros, controlar melhor a documentação, atender à legislação relativa ao transporte de cargas e evitar retrabalhos.
  9. Integre todos os sistemas de gestão para otimizar os processos e conte com gerenciadoras de risco experientes, seguindo à risca os planos de gerenciamento de risco.
  10. Faça planejamentos estratégicos e acompanhe os indicadores operacionais, utilizando todos os dados das operações para aperfeiçoar a segurança no transporte de produtos varejistas.

Leia também: A importância do gerenciamento de riscos para a logística no comércio varejista.

Planilha de Simulação de Rateio. Baixar agora!

Soluções para intensificar a segurança dos transportes no varejo

Entregas bem-feitas fidelizam os clientes, mas para se destacar da concorrência é necessário fazer o acompanhamento rigoroso das operações de transporte no varejo.

Para oferecer um serviço diferenciado e tomar decisões baseadas em dados, controlando tempo de entrega, índice de devoluções, avarias e danos à carga ou sinistralidade na operação, aposte em tecnologia e times especializados.

A Buonny tem soluções para otimizar todas as etapas da gestão de risco nas operações logísticas, priorizando a segurança dos motoristas, das cargas e das frotas e aumentando a eficiência operacional com entregas no local e no prazo combinados.

No portfólio da Buonny estão dois serviços essenciais para a segurança dos transportes no varejo: Gestor Dedicado e Posto Avançado.

Gestor Dedicado

Atua na gestão de risco de forma personalizada para cada operação, prestando assessoria com base nas ferramentas de GR contratadas junto à Buonny.

Principais atribuições:

  • Levantamento das situações de risco;
  • Implantação de processos e controles para garantir a segurança dos transportes no varejo;
  • Auxílio na utilização das ferramentas desenvolvidas pela Buonny;
  • Acompanhamento do status de implantação e finalização dos processos de GR;
  • Identificação e classificação dos riscos operacionais;
  • Suporte aos colaboradores internos, externos e clientes em relação aos procedimentos adequados ao Plano de Gerenciamento de Risco;
  • Garantia de cumprimento dos objetivos de performance;
  • Realização de reuniões periódicas para apresentação de resultados, planos de ação e indicadores de performance;
  • Elaboração do PGR e padronização dos processos;
  • Cumprimento dos objetivos de performance de acordo com o levantamento situacional.

Posto Avançado

Faz o controle e suporte da operação, com atuação in loco conforme as necessidades operacionais, identifica fragilidades, auxilia os motoristas e audita processos.

Principais atribuições:

  • Análise de dados, diagnósticos e controle operacional;
  • Realização de checklist veicular;
  • Auditoria nos processos de GR;
  • Suporte em treinamentos e informações logísticas;
  • Identificação de desvios e descumprimentos das normas de GR;
  • Auditoria nos processos operacionais de motoristas;
  • Checagem da atuação dos motoristas e cumprimento das jornadas, intervalos para descanso etc.;
  • Agilidade nas informações, atendimento imediato em casos de sinistro e auxílio na recuperação de cargas roubadas.

Quer saber mais sobre essas e outras soluções oferecidas pela Buonny para melhorar a segurança dos transportes no varejo? Fale com um especialista e obtenha alta performance em suas entregas.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato