Semana santa é o segundo feriado mais perigoso nas estradas

O feriado da Semana Santa, é considerado o segundo mais perigoso do ano pela Polícia Rodoviária Federal.

Apesar de neste último ter ocorrido a redução no número de acidentes e autuações, houve um crescimento na quantidade de mortes nas rodovias federais de Goiás em relação ao período anterior.

Nos quatro dias de operação foram registrados 27 acidentes, que causaram três mortes e deixaram 35 feridos. Ao todo, foram feitas 9,3 autuações e 12 pessoas foram detidas.

Dados preocupantes para as vidas dos caminhoneiros

As três mortes aconteceram na tarde de domingo (1º), na BR-060, em Guapó. O Veículo levava um grupo de religiosos quando saiu da pista e capotou no canteiro central da via, durante o feriado da Semana Santa.

Foram aplicadas mais de 5,9 mil multas por excesso de velocidade. O caso mais grave foi o de um motorista flagrado a 205 km/h na BR-153, entre Goiânia e Morrinhos. No local, a velocidade máxima permitida é de 110 km/h.

Influência alarmante das bebidas alcoólicas nas estradas

Também durante o feriado, 83 motoristas foram flagrados dirigindo embriagados. Um idoso de 63 anos foi preso após fazer o teste do bafômetro, que registrou 1,15 miligramas de álcool por litro de ar expelido, maior índice registrado nas rodovias federais do estado neste feriado. Ele foi detido após bater o carro que dirigia na BR-153, em Morrinhos.

Já BR-060, em Rio Verde, um caminhoneiro que transportava 30 toneladas de soja foi multado por conduzir após ter ingerido bebida alcoólica. O motorista reserva do veículo também estava alcoolizado.

Comparação de casos de acidentes nas estradas

Em 2017, durante o feriado da Semana Santa foram registrados 50 acidentes, com duas mortes e 51 feridos. Também foram aplicadas 11,4 mil multas, a maior parte delas por excesso de velocidade.

Mesmo com a redução nos números, a polícia ainda não esta satisfeita. “Ainda é uma redução muito baixa. Por mais que a gente trabalhe, conscientize os condutores, faça trabalhos educativos, ainda há muita imprudência ao volante.

Para se ter uma ideia, durante a operação, um caminhão-cegonha forçou a ultrapassagem sobre uma viatura da PRF e quase a tirou da pista. Isso é muito grave”, disse o assessor de imprensa da polícia, inspetor Newton de Morais.

Reduza os casos de acidentes nas estradas com a Buonny

Agora que você está atualizado sobre os índices de acidentes nas estradas, conte com a tecnologia da Buonny para monitorar as atividades.

Nossas soluções trazem aos nossos clientes sistemas de monitoramento em tempo real para mais segurança e eficiência durante a operação.

Por isso, somos referência no gerenciamento de riscos no transporte de cargas, ajudando transportadores a diminuírem seus prejuízos e aumentarem sua produtividade com entregas dentro do prazo e maior satisfação do cliente. Clique aqui e converse com nossos especialistas.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato