TeleConsult: cadastro e consulta de motoristas a serviço da segurança

O roubo de cargas e as fraudes no transporte rodoviário estão entre os principais problemas enfrentados pelo setor logístico no Brasil. Para aprimorar a segurança, o TeleConsult – o serviço de cadastro e consulta de profissionais com o maior banco de informações no país – têm se mostrado uma excelente estratégia de prevenção e cumprimento às exigências das seguradoras.

Mesmo com o empenho das forças policiais para a repressão ao crime organizado, as empresas precisam ser vigilantes em seus processos internos. Isso porque há casos de sinistros em que os agravantes são a facilitação e o envolvimento por parte de quem conhece a operação.

A missão de transportar a carga em segurança até o destino começa muito antes de o caminhão sair carregado do pátio. A hora da seleção e contratação dos profissionais responsáveis pelo transporte é uma etapa fundamental na gestão de riscos.

Felizmente, para ajudar neste processo tão estratégico, já existem ferramentas, parceiros especializados e tecnologia para o cadastro e consulta dos profissionais que atuam no setor.

Neste artigo, vamos entender melhor a problemática dos roubos de carga e fraudes no Brasil e as vantagens de utilizar o TeleConsult.

Realidade preocupante

Desde 2018, o Brasil vem registrando queda nas estatísticas de roubo de cargas. Ainda assim, é cedo para comemorar, já que os números continuam muito acima do aceitável. A situação preocupa o setor e os prejuízos pesam no bolso de embarcadores,  transportadores e seguradoras.

Mesmo com a queda de 23% em relação ao ano anterior, em 2020 foram registradas mais de 14 mil ocorrências, totalizando um prejuízo de R$ 1,2 bilhão, segundo o levantamento da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística).

Muitas empresas – por falta de experiência ou excesso de confiança – não dão a atenção que o controle de fraudes exige. Escolher os parceiros, colaboradores ou fornecedores é uma responsabilidade e tanto na hora de prevenir sinistros e mitigar riscos.

Por mais operacional que seja a etapa de transporte dos produtos, a seleção dos profissionais é essencial para a estratégia e o sucesso do negócio. O controle de fraudes passa pelo cadastro e a consulta de motoristas e de veículos e é determinante para a gestão dos riscos.

Infiltrados entre os motoristas

O cenário nacional de insegurança passa pela ousadia das quadrilhas. Há casos em que as ocorrências revelam o envolvimento e a facilitação de criminosos que se infiltram como colaboradores das empresas do setor de transporte e logística para desviar e roubar as cargas que lhes são confiadas.

A prova está na legislação criada para punir motoristas envolvidos em roubo de cargas. A lei 13.804/2019 dispõe sobre medidas de prevenção e repressão ao contrabando, descaminho, furto, roubo e receptação de cargas em todo o país.

A norma altera o Código de Trânsito Brasileiro e determina que o condutor e do veículo condenado por qualquer um desses crimes tenha o documento de habilitação cassado ou seja proibido de obter a habilitação pelo prazo de cinco anos.

Caso seja preso em flagrante na prática de um dos crimes, o juiz poderá “decretar a suspensão da permissão ou da habilitação para dirigir veículo automotor ou a proibição da sua obtenção”. A medida penaliza motoristas coniventes com o roubo de cargas.

Além dos casos em que os profissionais repassam informações estratégicas às quadrilhas, há ainda outras situações, como o desvio de carga ou majoração da ocorrência. No desvio, o motorista informa um acidente ou roubo da carga, mas, na verdade, a mercadoria foi desviada sem a ciência da transportadora.

No caso da majoração da ocorrência, o profissional comunica um sinistro com exagero proposital. Nesta circunstância, o motorista informa o saque total da mercadoria, mesmo tendo ocorrido um saque parcial, na tentativa de receber um valor mais expressivo do seguro.

Fechando o cerco

Ainda que seja considerado um avanço no combate ao roubo de cargas e à cooptação de motoristas por quadrilhas de roubo de cargas, a lei 13.804/2019 não satisfez totalmente entidades como a Confederação Nacional do Transporte (CNT) e NTC&Logística.

A crítica está no fato de a lei excluir o dispositivo que previa a cassação da inscrição no CNPJ de pessoas jurídicas responsáveis pelo transporte, distribuição, armazenamento ou comercialização de produtos frutos de crime.

No entendimento das entidades do setor de transporte e logística, o roubo de cargas só existe porque existem empresas que fazem a receptação. Então, todos deveriam ser igualmente punidos.

12 dicas para evitar fraudes no transporte de carga

Reduzir os prejuízos na movimentação de mercadorias exige uma série de medidas. Entre elas, está a garantia de contar com times capacitados e aptos para realizar o transporte. Além de um requisito das gerenciadoras de risco e uma exigência das seguradoras, é mais tranquilidade para quem faz a gestão logística e uma segurança para a carga do seu cliente.

Confira algumas dicas:

  1. Certifique-se da idoneidade de todos os envolvidos no transporte das mercadorias.
  2. Contrate uma gerenciadora de risco experiente.
  3. Conte com um serviço de cadastro e consulta de profissionais amplo, atualizado e moderno, acessível 24 horas por dia, sete dias por semana e que dê retornos ágeis e confiáveis sobre a análise do cadastro.
  4. Mantenha contratos de trabalho ou prestação de serviço com cláusulas de segurança.
  5. Aposte em tecnologia para ampliar a segurança, como os recursos de reconhecimento facial para checagem dos profissionais.
  6. Conheça bem os parceiros envolvidos na operação.
  7. Saiba quais as mercadorias mais visadas e suscetíveis ao roubo e identifique os trechos da viagem mais perigosos.
  8. Adote medidas de segurança que incluam todos os tipos de análise de risco.
  9. Torne seus processos de contratação mais seguros e confiáveis.
  10. Amadureça o processo de seleção dos profissionais e de análise da frota. Algumas quadrilhas agem com profissionais infiltrados ou aliciam profissionais.
  11. Levante o máximo de informações sobre os candidatos e valide os dados.
  12. Mantenha cadastros atualizados dos profissionais e prestadores de serviço ou conte com parceiros especializados e com histórico consolidado para a prestação deste serviço.

Tecnologia no combate à fraude

Nem tudo é problema quando o assunto é segurança no transporte rodoviário de cargas. Já temos boas notícias – e muita tecnologia – para quem não abre mão de uma gestão de riscos robusta.

Para conhecer colaboradores e prestadores de serviço, com maior precisão e confiabilidade nas informações, o uso de inteligência artificial permite, por exemplo, o reconhecimento facial de condutores.

A ferramenta possibilita a identificação de motoristas e suas habilitações, valida o cadastro do profissional e maximiza a segurança na operação. Cada vez mais essa tecnologia vem ganhando espaço e protegendo frotas, cargas e, é claro, colaboradores.

TeleConsult: confiança na hora da contratação de profissionais:

  1. Você confia em quem não conhece?
  2. Costuma fazer contratações às cegas?
  3. Entregaria sua carga a um motorista desconhecido?
  4. Carregaria um caminhão sem documentação em dia?

Se a resposta a essas perguntas foi não, o cadastro e consulta de profissionais é a ferramenta ideal para fazer a checagem de informações de maneira confiável. Um exemplo é o TeleConsult, uma combinação perfeita de know-how, tecnologia e inteligência capaz de ampliar a segurança operacional e gerar resultados.

O que é o TeleConsult?

É o serviço de cadastro e consulta da Buonny, que conta com o maior banco de informações de profissionais e veículos do setor de transporte rodoviário de cargas do Brasil.

A plataforma conta com:

  • 1,8 milhão de profissionais cadastrados;
  • 1,2 milhão de veículos cadastrados;
  • 175 mil cadastros/mês;
  • 260 mil consultas/mês.

O TeleConsult é uma das ferramentas do plano de gerenciamento de riscos. Ele auxilia na redução e prevenção de ocorrências de roubos e fraudes, ao estabelecer o perfil profissional adequado para cada tipo de embarque. E isso é feito com base no cruzamento de informações sobre a carga, o veículo e o profissional.

Informações avaliadas TeleConsult

O serviço de cadastro e consulta disponibilizado pela Buonny analisa três aspectos que podem impactar na operação:

  • Carga – Tipo de carga, valor transportado, origem da viagem e destino da entrega.
  • Veículo – Proprietário, características do veículo, documentação junto ao Detran/Denatran e trafegabilidade.
  • Profissional – Validação facial, referências pessoais, experiência e capacitação profissional, distribuidor forense, situação do CPF na Receita Federal, situação da CNH no Detran e histórico de sinistros.

Prazo médio de retorno da análise

O TeleConsult está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, e o retorno da análise cadastral é rápido. Para funcionários e agregados, o prazo é de 14 horas úteis a partir do recebimento da solicitação.

No caso de carreteiros, o retorno se dá em apenas 90 minutos, também contados a partir do recebimento da solicitação.

Entenda a diferença de cadastro e consulta

Cadastro e consulta são dois serviços diferentes, mas ambos são fundamentais e complementares. Confira:

Cadastro: O cadastro conta com dados de perfil de todas as categorias de profissionais, sejam funcionários, ajudantes, agregados ou carreteiros. Essas informações são incluídas pela empresa transportadora que utiliza os serviços da Buonny com o objetivo de realizar a pesquisa futura do perfil profissional do cadastrado.

Consulta: A consulta é a pesquisa feita no banco de dados da Buonny para verificar se o profissional possui cadastro ativo e se o seu perfil está adequado ao risco, e se é insuficiente ou divergente para a realização da viagem, conforme os parâmetros das seguradoras.

Por que contratar o serviço de cadastro e consulta da Buonny?

O motorista é um dos principais responsáveis por fazer a carga chegar em segurança ao destino. Todo embarcador ou transportador precisa manter um plano de gerenciamento de risco para minimizar os riscos da operação.

É importante lembrar que, ao contratar um transportador, o cliente tem expectativas que vão além da pontualidade e dos custos do frete. Para completar, a legislação brasileira responsabiliza a empresa que presta o serviço de frete pelos eventuais prejuízos ocorridos durante o transporte.

Para prevenir riscos desse tipo, o cadastro e a consulta de motoristas fazem parte do gerenciamento de risco e visam atender também às exigências das apólices de seguro de RCF-DC (roubo de cargas).

Na maioria dos casos, as consultas do condutor e do veículo são condições previstas para a validade da apólice de seguros. Caso a empresa realize uma operação sem a validação do cadastro, ela pode perder o direito à indenização do seguro em caso de sinistro durante o transporte.

Existem outras opções de serviço de cadastro e consulta no mercado, mas o TeleConsult é, comprovadamente, o serviço que mais gera resultados comprovados na prevenção de sinistros, como veremos mais adiante.

É por isso que a contratação do TeleConsult é essencial nas operações de movimentação rodoviária de cargas.

Quem pode contratar?

O TeleConsult está disponível somente para empresas (pessoas jurídicas). Caso um motorista queira se cadastrar ou atualizar seu cadastro na Buonny, deve procurar empresa cliente da Buonny pela qual vai transportar para solicitar o cadastramento ou atualização de ficha.

Para o cadastro dos profissionais, é necessário preencher no sistema uma ficha cadastral completa com os dados pessoais e profissionais, além de informações do veículo e do proprietário.

7 vantagens do TeleConsult

Além de atender às exigências das seguradoras, o TeleConsult garante outras vantagens nas operações de transporte rodoviário de cargas. Anote:

  • Análise eficiente das informações sobre profissionais envolvidos no processo de transporte.
  • Agilidade no tempo de resposta das informações consultadas.
  • Redução nos índices de sinistralidade.
  • Ampliação da segurança e performance logística.
  • Redução dos prejuízos no transporte rodoviário de cargas.
  • Melhorias no desempenho, assertividade e sucesso da operação logística.
  • Entrega certeira da mercadoria.

TeleConsult é inovação e efetividade: Biometria

O TeleConsult oferece tecnologia de reconhecimento facial líder em resultados. Implantada pioneiramente em fevereiro de 2019, a tecnologia antifraude já identificou mais de 1.200 tentativas de clonagem e evitou prejuízo superior a R$ 194 milhões.

Como contratar?

Se você precisa de um sistema antifraude confiável, precisa conhecer o TeleConsult. O maior e melhor cadastro de motoristas do país e a melhor tecnologia na hora de contratar profissionais para o transporte rodoviário de cargas.

Torne sua operação mais segura mitigando a ocorrência de roubos e acidentes.

Clique aqui e contrate agora mesmo!