Planejamento logístico: o que é, qual sua importância e como usar essa ferramenta para aumentar a performance operacional

GESTÃO 08/02/2022

Planejamento logístico: o que é, qual sua importância e como usar essa ferramenta para aumentar a performance operacional

A alta performance no transporte rodoviário de cargas depende de estratégias de gestão, uso de tecnologias e gerenciamento dos riscos. Para elevar o nível de serviço e excelência nas empresas, o planejamento logístico é a ferramenta mais adequada.

Com um planejamento logístico bem estruturado é possível garantir a fluidez e a assertividade das operações, fazer o controle dos custos e manter a competitividade. O resultado? Clientes mais satisfeitos e bons lucros.

Ao identificar e compreender todas as variáveis do negócio, fica mais fácil fazer a gestão financeira e operacional. O planejamento logístico oferece a visibilidade necessária para a tomada de decisões estratégicas e a correção dos problemas.

A questão é: como ser assertivo no desenvolvimento de um planejamento estratégico? Se você quer aprimorar a gestão e obter mais efetividade nos resultados, confira este artigo. Nele explicamos o que é o planejamento logístico, qual sua necessidade e importância, além de recomendar boas práticas no uso dessa ferramenta.

Esperamos que você aproveite a leitura e coloque em prática nossas dicas!

Planejamento logístico: o que é?

O planejamento logístico é uma ferramenta estratégica de gestão que alia conhecimento sobre a operação, identificação de pontos fracos e fortes e informações qualificadas sobre o negócio para a tomada assertiva de decisões. Como resultado, torna os processos mais enxutos, rentáveis e produtivos.

Alinhado à visão e missão da empresa, um bom planejamento logístico garante a adoção de novos métodos de trabalho – que podem ser otimizados com tecnologia e sistemas integrados -, mantendo o foco na redução de custos, na satisfação dos clientes e, é claro, nos resultados.

No setor de transporte rodoviário de cargas, em que as demandas por agilidade, preço e qualidade são crescentes, um planejamento logístico adequado ajuda a reconhecer todas as variáveis e riscos na armazenagem, embarque, viagens e entregas.

Além de mapear os processos, identificar os melhores meios para a execução das atividades, reconhecer os gaps da operação e indicar as tecnologias necessárias para aprimorar o trabalho, o planejamento logístico é o método ideal para quem busca melhoria contínua.

Ou seja, não é uma ferramenta estática e pode – ou deve – ser aprimorada e atualizada de acordo com as novas demandas do mercado, os recursos disponíveis (materiais e humanos) e o ritmo de crescimento da empresa.

11 vantagens do planejamento logístico

O planejamento logístico mostra os caminhos a serem seguidos na busca por agilidade, eficiência, segurança e qualidade nas operações. Essa ferramenta é essencial para a gestão e determina o potencial de crescimento da empresa – e principalmente, como administrar os desafios do negócio com sabedoria e estratégia.

Entre os benefícios do planejamento logístico estão:

  1. Redução de custos em todas as etapas logísticas (produção, armazenagem, transporte e entrega).
  2. Otimização de processos e diferencial competitivo.
  3. Gestão dos riscos e maior controle das atividades.
  4. Gerenciamento dos recursos humanos e materiais.
  5. Mais flexibilidade e facilidade de adaptação ao crescimento dos negócios.
  6. Ampliação da visibilidade operacional.
  7. Subsídios para a tomada de decisões.
  8. Definição de indicadores estratégicos e acompanhamento dos processos.
  9. Criação de um banco de dados fundamental para o negócio.
  10. Aumento da produtividade e eliminação de etapas ou atividades desnecessárias.
  11. Melhoria na performance operacional e maior satisfação dos clientes.

O que é preciso para ter um planejamento eficiente?

O primeiro passo para elaborar um planejamento eficiente é estar disposto a mapear todos os processos da empresa e reconhecer os pontos fracos. Só assim é possível aprimorar as estratégias de melhoria do negócio, com ganhos efetivos.

Com a análise crítica e o mapeamento de todas as áreas e atividades, é hora de colocar em prática as ações que vão levar ao cumprimento das metas e objetivos da empresa. Evidentemente, para que o planejamento logístico seja efetivo, é fundamental ter visão de curto, médio e longo prazos.

Com isso em mente, a próxima etapa é definir os fluxos ideais para a cadeia de fornecimento: compra da matéria-prima, seleção de fornecedores, produção, estoque, movimentação das cargas e entrega do produto ao consumidor final.

Tanto embarcadores quanto transportadores precisam fazer o planejamento logístico se quiserem elevar os resultados. Para isso, precisam levar em conta:

  • Aspectos e riscos que afetam o processo logístico;
  • Definição dos objetivos e metas;
  • Mapeamento rigoroso das atividades e processos;
  • Seleção de fornecedores confiáveis;
  • Estoques eficientes e ajustados às demandas e picos de consumo;
  • Cuidados com a armazenagem e embalagem das mercadorias;
  • Escolha do modal de transporte mais adequado, considerando-se as variáveis, os riscos e o custo-benefício;
  • Atenção aos custos operacionais;
  • Definição de prazos factíveis;
  • Investimentos em tecnologia;
  • Necessidade de acompanhamento período dos indicadores de desempenho.

Três níveis de planejamento

Já vimos que um planejamento logístico eficaz permite o controle de várias etapas e reduz os custos. Essa estratégia de gestão pode ser desenvolvida em três níveis.

Confira:

  1. Planejamento estratégico: define ações de longo prazo (entre 5 e 10 anos) e apresenta uma visão ampla da empresa, sem detalhamento minucioso das ações. Normalmente, é elaborado pela alta direção ou proprietário.
  2. Planejamento tático: respeitando o planejamento estratégico, estabelece quais ações que serão tomadas, de forma mais específica.
  3. Planejamento operacional: coloca em prática as ações táticas, envolvendo todos os níveis hierárquicos, definindo responsabilidades e prazos, além de prever o acompanhamento dos resultados.

Boas práticas para fazer um planejamento logístico

Para alcançar um nível de planejamento logístico que, de fato, gere resultados aos negócios, algumas boas práticas podem ser adotadas. Anote algumas sugestões:

  • Administração de recursos e estoques;
  • Área de compras/suprimentos em sinergia com a área financeira;
  • Relacionamento de confiança com fornecedores, colaboradores e outros stakeholders envolvidos na operação;
  • Qualidade no transporte de cargas, com foco em segurança, custos e prazos;
  • Upgrade tecnológico com investimentos em sistemas modernos e integrados, inteligência artificial, automatização e padronização das atividades;
  • Análise sistemática dos cenários econômicos e projeções de mercado;
  • Investimento em logística integrada e soluções especializadas.

Leia mais: Como a inteligência artificial e as tecnologias de automação beneficia o setor logístico.

Dificuldades no planejamento logístico?

Fazer o planejamento logístico não é uma tarefa simples. Seja qual for o porte da empresa, há desafios que precisam ser mapeados, monitorados e superados. Só não dá para subestimar a importância dessa ferramenta de gestão e negligenciar sua elaboração.

Para que as empresas desenvolvam estratégias assertivas, uma alternativa é contar com parceiros experientes em gestão logística, gerenciamento de riscos, tecnologia e sistemas integrados.

Um exemplo é o Buonny Log, uma solução de gestão logística e gerenciamento de transportes oferecida pela Buonny. Preparado para integrações com os principais sistemas de logística e tecnologias de rastreamento, o Buonny Log fornece dashboards gerenciais com relatórios sintéticos e analíticos.

Com esses dados organizados e acessíveis, é possível fazer uma gestão mais estratégica, ágil e inteligente, reduzindo custos e ociosidade da frota. Além de um histórico das operações, o sistema ajuda na alimentação de dados que vão aprimorar o planejamento estratégico e qualificar as decisões dos gestores.

Quer saber mais sobre o Buonny Log e conhecer outras soluções especializadas em logística e transporte de cargas? Converse com um especialista.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato