5 problemas que a imperícia pode causar na frota

GESTÃO LOGÍSTICA 29/09/2022

A imperícia no trânsito é, de fato, um dos grandes problemas do setor de transportes. Ela é resultado da falta de treinamento ou habilidade para conduzir o veículo e a carga.

Dessa forma, é possível colocar em risco de acidentes tanto o motorista quanto outras pessoas do trânsito, além de gerar danos à carga e comprometer os prazos de entrega.

Mas, você pode adotar medidas para prevenir a imperícia na sua frota. Para isso, confira a seguir no conteúdo o que é de fato a imperícia, quais problemas ela pode causar na frota, e o que fazer para evitá-la. Acompanhe!

Saiba o que é imperícia

Basicamente, são considerados atos de imperícia aqueles causados por:

  • inaptidão;
  • ignorância;
  • falta de qualificação técnica;
  • ausência de conhecimento teórico ou;
  • falta de prática para a ação realizada.

Quando o motorista é habilitado, de modo geral, a imperícia é associada à falta de prática na condução do veículo.

O fato ocorre porque muitos motoristas podem ter dificuldades de lidar com certas situações, em especial, com o tráfego pesado nas estradas.

A imperícia ainda pode ser causada pela falta de conhecimento da rota ou da necessidade de fazer desvios. Esses comportamentos aumentam os riscos da viagem, comprometendo a segurança dos motoristas e a integridade da carga.

Entenda a diferença entre imperícia x negligência x imprudência

Antes de conhecer a diferença entre esses termos, é importante você ter em mente o que é culpa em âmbito legal.

Esse conceito tem como base a culpa baseada na falta de cuidado do motorista. Assim, aquele que pratica um ato com falta de observação ou cautela, comete ato culposo.

Nesse cenário, temos os termos nomeados como imprudência, negligência e imperícia — que consistem em modalidades de culpa. Para você entender melhor, listamos detalhadamente cada um dos termos a seguir. Acompanhe!

Negligência

Falta de cuidado e atenção no trânsito, e ainda é representada pela omissão em casos nos quais era necessário tomar uma atitude. Por exemplo, quando o dono de um veículo ignora a manutenção regular do veículo e o conduz com pastilhas de freios gastas, pneus “carecas”, podendo causar acidente.

Imprudência

Condutor que age com imprudência no trânsito, tem conhecimento do risco e ainda assim comete o ato. Assim, se caracteriza pela precipitação ao tomar atitudes, podendo correr o risco de lesar a terceiros.

Imperícia

Desencadeada pela a ausência de habilidade para executar uma determinada atividade técnica. Assim, o motorista assume que deveria conhecer as regras e comportamentos esperados no trânsito, não os leva em consideração, e mesmo assim, continua a conduta indevida.

Conheça alguns exemplos de imperícia

No dia a dia no trânsito, a falta de habilidade e experiência faz com que muitos condutores não saibam lidar com determinadas situações, a exemplo do tráfego pesado nas estradas.

Essa situação pode colocar em risco a operação, inclusive as vidas dos motoristas tanto da carga quanto do trânsito em geral. Alguns exemplos práticos de imperícia são:

  • uso de celular ao volante;
  • o desrespeito à sinalização de trânsito;
  • consumo de bebidas alcoólicas;
  • a não utilização de equipamentos de segurança.

Planilha de Simulação de Rateio. Baixar agora!

5 problemas que a imperícia pode causar na frota

Saiba que a transportadora pode ser responsabilizada pelos atos de imperícia de seus condutores. Esses também podem sofrer penalidades, embora o funcionário seja de responsabilidade da organização, fazendo com que a penalidade maior recaia sobre o nome da empresa.

As penalidades podem ser nas esferas civil e criminal, entre outras consequências.

Confira a seguir 5 problemas que a imperícia pode causar na frota e fique atento(a)!

Depreciação da frota

Os atos de imperícia podem causar graves danos para a frota, diminuindo a vida útil dos caminhões.

Assim, uma condução irresponsável resulta em prejuízo para a transportadora, como por exemplo, o aumento do consumo de combustível e lubrificantes.

Isso sem falar nos custos operacionais decorrentes de manutenções e atraso das entregas, o que acarreta uma série de outros prejuízos, alguns incalculáveis, como a perda da credibilidade da transportadora no mercado.

Maior risco de acidentes

Estudos comprovam que grande parte dos acidentes no Brasil são provenientes de imperícia, ou seja, relacionados à falha humana, como desatenção dos condutores e o desrespeito à legislação.

Risco de comprometer as cargas

Já pensou no prejuízo causado por um acidente de trânsito na estrada envolvendo a carga transportada?

Por isso, é preciso estar atento ao risco de tombamentos e, para evitá-los, é preciso garantir que a carga seja carregada e armazenada de maneira adequada, assim como conduzida com segurança.

Custos elevados

Acidentes causados por imperícia podem causar grandes despesas para a transportadora, como é o caso de pagamento de seguros e indenizações. Além dos custos de ter que parar a operação momentaneamente para realizar os reparos.

Menor produtividade

Quando os acidentes acontecem, os veículos precisam passar por reparos e manutenções, desfalcando a frota. Isso leva à queda da produtividade e, consequentemente, atrasos nas entregas.

Como reduzir custos no transporte de cargas
Baixe agora nosso ebook Como reduzir custos no transporte de cargas

Entenda como evitar a imperícia dos colaboradores

O monitoramento das atividades via sistema é uma forma de diminuir a ocorrência da imperícia no transporte de cargas. Isso porque o acompanhamento da frota à distância permite uma maior eficiência na coordenação dos trabalhos, reduzindo falhas e otimizando as rotas.

Todos esses cuidados ainda contribuem para uma maior agilidade das entregas, do melhor aproveitamento da vida útil da frota, e também na sustentabilidade de outros recursos, como a redução significativa de falhas e desperdícios.

Quer deixar a sua operação mais eficiente e segura? Então clique aqui e conheça o BuonnyTech, nele utilizamos os principais rastreadores do mercado, assim como o Bsafe, que une softwares da mais alta tecnologia a equipamentos como câmera de fadiga e Monitor Driver Video Recorder, com o objetivo de monitorar a viagem, analisar a conduta dos motoristas e diminuir ao máximo os riscos de acidentes na operação.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato