Entenda como é feito um inventário de estoque

GESTÃO LOGÍSTICA 14/12/2022

Saber fazer um inventário de estoque é fundamental para manter o controle na logística, além de ser ponto importante para gerenciar bem os processos de Supply Chain.

No entanto, muitos gestores ainda têm dúvidas de como realizar o inventário de forma otimizada e corretamente, sem sofrer consequências negativas, a exemplo de perdas, desperdícios, atraso nas entregas e muito mais.

Pensando nisso, neste conteúdo, vamos explicar o que é um inventário de estoque, para que serve, quais os tipos e como fazer um inventário eficiente e otimizado. Acompanhe a seguir!

Entenda o que é e para que serve um inventário de estoque

O inventário de estoque é utilizado por empresas que trabalham com o armazenamento de mercadorias, em especial aquelas que atuam com vendas presenciais e também online, a exemplo do Dropshipping.

O inventário de estoque faz a contagem dos produtos, determina e classifica o valor que deve ser dado a cada um deles.

Dessa forma, a empresa consegue se certificar de que sua gestão de materiais está correta, ou seja, que ela possui, de fato, o que acredita em estoque.

Assim, caso haja excesso ou perda de mercadorias, o inventário permite a identificação dessas falhas e ainda facilita a tomada de decisão de estratégias para solucionar o problema.

Conheça os benefícios de fazer um inventário de estoque

Fazer um inventário de estoque promove vários benefícios para o seu negócio. Afinal, a aquisição de produtos e mercadorias será feita de maneira planejada e estratégica.

Dentre as vantagens do inventário de estoque, destacamos:

  • gerenciamento adequado de estoque;
  • atendimento ao cliente mais eficiente;
  • organização de estoque melhorada;
  • perdas reduzidas;
  • desperdícios reduzidos;
  • otimização dos recursos;
  • redução de custos;
  • alinhamento com os requisitos legais.

Estes pontos positivos fazem com que a sua empresa seja capaz de atender melhor às demandas do consumidor, aproveitando os recursos e reduzindo os custos da empresa.

Por fim, o controle de entrada e saída de produtos  também faz com que a empresa seja capaz de entregar informações fiscais ao governo, evitando erros de dados e pagamento de multas.

Entenda quais os tipos de inventário

Os inventários de estoque podem ser elaborados de acordo com a periodicidade. Dessa maneira, ele se classificaria de 4 formas:

  • Inventário anual: realizado uma vez ao ano para validar os resultados do registro contábil;
  • Inventário periódico: realizado diversas vezes ao ano com a frequência pré-definida para mensurar tudo o que foi armazenado;
  • Inventário cíclico ou rotativo: realizado de forma regular e distribuído durante o ano;
  • Inventário permanente ou perpétuo: promovido pela logística 4.0, possui gerenciamento digital e sistemas de armazenamento automáticos que permitem a contabilização em tempo real de cada entrada e saída do estoque.

Além disso, os inventários também podem ser feitos segundo o tipo de produto armazenado. São eles:

  • inventário de matérias-primas;
  • inventário de suprimentos de fábrica;
  • inventário de produtos em fabricação;
  • inventário de produtos acabados;
  • inventário de mercadorias.

Com eles, é possível conhecer cada mercadoria contida no estoque, o que facilita sua gestão e a agilidade em localizar os itens no armazém.

Dessa maneira, as chances de acontecer perdas de estoque são minimizadas e a quantidade de produtos fica sempre apropriada para a demanda diária da corporação.

Planilha de Simulação de Rateio. Baixar agora!

Saiba como fazer um inventário de estoque

Fazer um inventário de estoque não é uma tarefa tão simples, uma vez que qualquer equívoco pode significar prejuízo para a empresa.

Por isso, alguns passos muito importantes devem ser tomados para que o inventário seja elaborado de maneira correta e eficiente.

O primeiro deles é a classificação de produtos, a partir dele, o estoque ficará mais organizado e as mercadorias estarão sob o controle da equipe.

Em seguida, é fundamental identificar a rotatividade do estoque. Com isso, pode-se antecipar a falta iminente de um produto ou o excesso em relação a outro, aprimorando o investimento dos recursos.

O terceiro passo é definir a periodicidade do inventário, bem como os dias em que a definição será realizada.

Depois disso deve ser feita a checagem de confirmação para evitar qualquer erro que possa ter passado despercebido.

E por fim, é necessário verificar os dados com o sistema de controle de estoque. Dessa maneira, todos os materiais contidos serão devidamente documentados e classificados, a fim de que sejam facilmente localizados para o uso necessário.

Além disso, o controle correto de entradas e saídas faz com que pedidos de futuras demandas sejam antecipados, e com que a compra de produtos em excesso sejam interrompidas.

Ou seja, a empresa não perde com desperdícios de materiais e nem permite que faltem produtos para que os clientes sejam atendidos.

Como reduzir custos no transporte de cargas
Baixe agora nosso ebook Como reduzir custos no transporte de cargas

Como a tecnologia pode evitar erros e melhorar a segurança da sua operação

A transformação digital fez com que a logística fosse simplificada e se tornasse cada vez mais segura e eficiente, otimizando o transporte de cargas por meio de soluções tecnológicas.

Nesse cenário, além do WMS (Warehouse Management System), ou Sistema de Gerenciamento de Armazém, ainda é possível contar com outras ferramentas.

Entre esses recursos, temos o monitoramento de carga, onde são utilizados rastreadores de veículos. A tecnologia ainda contribui para a prevenção de acidentes.

Ao contar com os serviços da Buonny, líder em monitoramento e gestão de risco, você pode contar com soluções para:

  • redução de custos da operação;
  • monitoramento do percurso da carga;
  • mapeamento de riscos;
  • acompanhamento do motorista;
  • maior controle da operação.

Essas ferramentas facilitam a gestão da frota, promovendo mais segurança e agilidade para o transporte de cargas.

Viu como um inventário de estoque precisa ser feito com cuidado e atenção? Com isso, você garante uma melhor performance do negócio, além de manter a satisfação do cliente.

Se você quer integrar sistemas de logística e gerenciamento de riscos para a sua transportadora de forma eficiente, aproveitando todo o potencial tecnológico do mercado, conte conosco.

Nós da Buonny somos líderes de mercado em gerenciamento de riscos com sistemas de tecnologia exclusiva para garantir mais segurança e eficiência à sua operação. Clique aqui e conheça as nossas soluções.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato