Produção de café no Brasil e principais riscos no transporte

A produção de café no Brasil se confunde com a própria história do país, já que essa atividade é um dos pilares da economia nacional.

Contudo, a jornada do café é longa e repleta de desafios, especialmente durante o transporte da safra.

Isso porque, desde o momento em que os grãos são colhidos até chegarem ao cliente, é preciso enfrentar uma série de riscos que podem comprometer a qualidade e a lucratividade do negócio cafeeiro.

Neste conteúdo, você confere qual a jornada do café no Brasil, destacando os principais riscos envolvidos no transporte da carga e qual o papel da gerenciadora de riscos para minimizar as perdas e prejuízos na operação. Acompanhe!

Cenário da produção de café no Brasil

O Brasil é o maior produtor e exportador de café no mundo. A produção de café no país é tradicionalmente dominada por duas variedades principais:

  • o café arábica (Coffea arabica);
  • o café robusta (Coffea canephora).

A produção de café arábica é concentrada principalmente nas regiões montanhosas dos estados de:

  • Minas Gerais;
  • São Paulo;
  • Espírito Santo e partes de outros estados do Sudeste do Brasil.

Essa variedade é conhecida por ser de alta qualidade e geralmente é destinada a cafés especiais e de origem única.

Por outro lado, o café robusta é cultivado principalmente em áreas de baixa altitude, como o Espírito Santo e partes do norte do país.

O café robusta tem um sabor mais forte e é frequentemente utilizado em blends de café, misturado com outras variedades.

Além disso, o Brasil tem enfrentado desafios relacionados a mudanças climáticas e problemas fitossanitários. Isso por conta da incidência de pragas e doenças que podem afetar a produtividade das lavouras.

No entanto, o país continua a ser um importante player no mercado global de café.

Transporte no agronegócio Como fazer gerenciamento dos riscos e melhorar produtividade
Baixe agora nosso ebook Transporte no agronegócio Como fazer gerenciamento dos riscos e melhorar produtividade.

Perspectivas para a produção de café no Brasil em 2023

Para 2023, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) estima que a produção de café no Brasil ficará em torno de 28,9 sacas por hectare.

Além disso, os estudos da entidade apontam que a safra brasileira total será de 54,94 milhões de sacas de 60kg.

Já estudos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), revelam que a produção total de café no Brasil em 2023, considerando as espécies arábica e conilon, alcançará 54,74 milhões de sacas.

O montante é 7,5% maior ao da colheita do ano passado. Comparando com a safra de 2021, a elevação na produção atingirá 14,7%.

Análise de mercado do café

O Brasil possui uma infraestrutura sólida para a produção e comercialização do café, com uma rede de cooperativas, fazendas e exportadores que garantem o fluxo do produto para os mercados internacionais.

A qualidade do café brasileiro é reconhecida em todo o mundo. Isso permite ao país atender tanto à demanda por café commodity, em grandes volumes, como à busca por cafés especiais e gourmet.

Essa diversidade na oferta de café contribui para a resiliência do mercado brasileiro. Afinal, permite que o país se adapte às diferentes preferências e tendências de consumo em todo o mundo.

Além disso, o Brasil tem uma posição privilegiada devido à sua capacidade de produção consistente e ao conhecimento acumulado ao longo de décadas na indústria cafeeira.

No entanto, o mercado de café no Brasil também enfrenta desafios significativos. Como é o caso de flutuações nos preços internacionais do café, que podem afetar a renda dos produtores e a lucratividade do setor.

Principais riscos no transporte da safra de café

Quando o assunto é a produção de café no Brasil, o transporte da safra do grão apresenta diversos riscos que precisam ser considerados para garantir que o produto chegue em bom estado ao destino final.

Alguns dos principais riscos na logística da safra de café incluem as questões abaixo. Acompanhe!

Armazenamento inadequado

O café é sensível à umidade, luz, oxigênio e odores estranhos. O armazenamento inadequado durante o transporte pode levar à deterioração da qualidade dos grãos e afetar o sabor e aroma do café.

É essencial que os caminhões e contêineres utilizados para o transporte sejam projetados para garantir condições adequadas de armazenamento e evitar danos aos grãos.

Controle de temperatura

A temperatura também é um fator crítico no transporte do café. Isso porque variações extremas de temperatura podem afetar negativamente a qualidade do produto, causando perdas de sabor e aroma.

Nesse cenário, é importante garantir que os caminhões possuam sistemas de controle de temperatura adequados, especialmente em viagens longas ou em regiões de climas extremos.

Infestações e pragas

O transporte do café pode estar sujeito a infestações de insetos e pragas, que podem contaminar os grãos e causar prejuízos significativos.

Por isso, é fundamental adotar medidas de controle de pragas e realizar inspeções regulares nos veículos. Isso evita problemas decorrentes da presença de insetos.

Segurança do transporte

O roubo de cargas é uma preocupação em muitas regiões do mundo, incluindo aquelas onde o café é produzido.

Logo, é importante adotar medidas de segurança adequadas durante o transporte, como:

Treinamento de motoristas

Os motoristas que conduzem os veículos de transporte da produção de café no Brasil desempenham um papel fundamental na preservação da qualidade dos grãos.

Assim, o treinamento adequado é essencial para que eles saibam como manusear a carga corretamente, garantindo a integridade do produto durante todo o trajeto.

Planilha de Acerto de Motorista. Baixar agora!

Papel da gerenciadora de riscos para minimizar perdas no transporte e produção de café no Brasil

Quando falamos sobre produção de café no Brasil, precisamos lembrar que o transporte da safra desses grãos apresenta diversos riscos que precisam ser considerados para garantir que a produção chegue em bom estado ao destino final.

Nesse cenário, é função da gerenciadora de riscos:

  • monitorar o transporte da carga e garantir a sua segurança;
  • verificar se o armazenamento é adequado;
  • controlar de forma adequada a temperatura;
  • fornecer treinamento aos motoristas.

Ao enfrentar essas questões relacionadas à produção de café no Brasil e seu transporte, produtores e transportadoras garantem a gestão adequada da carga, aumentando as chances de garantir a qualidade do produto e a satisfação dos clientes em todo o mundo.

Para maior segurança e eficiência, evitando perdas e prejuízos com a carga, conte com as soluções da Buonny. Nós desenvolvemos soluções especializadas para o setor do Agronegócio. Confira aqui nossa eficiência e resultados para melhorar a operação de transporte no agro.

Nossas soluções de gerenciamento de riscos são aliadas à mais alta tecnologia para garantir a segurança e eficiência no transporte de cargas. Clique aqui e converse com nossos especialistas.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato