Principais cuidados na armazenagem de grãos para evitar perdas

O gestor de operações que trabalha no setor de agronegócio precisa sempre estar atento à armazenagem de grãos. Isso porque esse processo desempenha um papel crucial na preservação da qualidade e na minimização de perdas na cadeia de produção agrícola.

Quando negligenciados os cuidados adequados durante o processo de armazenagem, os grãos estão sujeitos a diversos fatores. Isso acaba resultando em perdas significativas tanto para os agricultores quanto para as transportadoras responsáveis pela movimentação dos grãos.

Portanto, para ajudar você a fazer a gestão da armazenagem corretamente e evitar perdas, preparamos este conteúdo. Acompanhe!

Qual a importância da armazenagem de grãos?

A armazenagem de grãos é um dos principais fatores de perda da carga no agronegócio. O déficit de armazenamento pode chegar a R$30,5 bilhões em 2023, segundo estimativa da consultoria Cogo Inteligência em Agronegócio. Sendo a soja e o milho os produtos com o maior déficit.

Em períodos de supersafra, como a deste ano, o armazenamento adequado é essencial. Isso porque ao armazenar grãos adequadamente, é possível protegê-los de fatores externos, como umidade, pragas e microrganismos. Esses, podem comprometer sua qualidade e valor nutricional do produto.

Além disso, a armazenagem de grãos permite o armazenamento sazonal, possibilitando aos agricultores vender seus produtos quando os preços são mais favoráveis no mercado.

Isso ajuda a equilibrar a oferta e a demanda ao longo do ano, evitando flutuações de preços bruscas. Além de garantir também a estabilidade econômica para os produtores e consumidores.

Outro aspecto importante é a capacidade de armazenar grãos para situações de emergência, como secas, enchentes ou desastres naturais, que podem afetar a produção agrícola.

Nesses casos, a armazenagem de grãos se torna estratégica e essencial para garantir a segurança alimentar das comunidades afetadas, permitindo o acesso a alimentos durante períodos de escassez.

Quais os tipos de armazenagem de grãos?

Existem diferentes tipos de armazenagem de grãos, que variam de acordo com as necessidades e recursos disponíveis. Alguns dos tipos mais comuns seguem a seguir. Confira!

Armazenagem de grãos em silos

Os silos são estruturas verticais de armazenamento que podem ser construídas em diversos tamanhos. Eles podem variar desde pequenos silos para uso individual até grandes complexos de armazenamento.

Esse recurso é projetado para garantir a proteção contra umidade, pragas e outros elementos indesejáveis. Os silos de grãos podem ser construídos em diferentes materiais, como concreto, metal ou plástico, e oferecem vantagens como controle de temperatura e ventilação adequada.

Armazenagem de grãos em armazéns convencionais

Os armazéns convencionais são instalações fechadas projetadas para estocar grandes volumes de sementes. Eles podem ter diferentes estruturas, como pisos elevados, sistemas de ventilação e controle de temperatura.

As sementes são armazenadas em sacos, paletes ou em graneleiros dentro do armazém. Esses espaços são normalmente administrados por cooperativas, empresas agrícolas ou governos.

Armazenagem de grãos em bolsas

Esse tipo de armazenagem tem ganhado popularidade, especialmente em regiões com menor infraestrutura de armazenamento. Consiste em utilizar sacos plásticos de alta resistência para acondicionar os grãos, que são então armazenados em pilhas.

Essa técnica oferece flexibilidade, baixo custo de investimento e facilidade de logística. No entanto, requer cuidados especiais para proteger as sementes de umidade, insetos e roedores.

Esses são apenas alguns exemplos dos tipos de armazenagem de grãos disponíveis. A escolha do método adequado dependerá de fatores como:

  • o volume de grãos a ser armazenado;
  • o ambiente local;
  • a disponibilidade de recursos financeiros e;
  • as necessidades específicas de cada situação.

É importante lembrar que garantir que os grãos sejam armazenados adequadamente é essencial para preservar sua qualidade e valor comercial.

Transporte no agronegócio Como fazer gerenciamento dos riscos e melhorar produtividade
Baixe agora nosso ebook Transporte no agronegócio Como fazer gerenciamento dos riscos e melhorar produtividade.

Como funciona o processo de armazenagem de grãos?

O processo de armazenagem de grãos envolve várias etapas, desde a preparação dos grãos até a manutenção adequada durante o armazenamento. Aqui está um resumo simplificado do processo para você conhecer. Confira!

Limpeza e secagem

Antes de serem estocados, os grãos passam por um processo de limpeza para remover impurezas, como pedras, palha e outros detritos. Em seguida, eles são secos para reduzir a umidade a níveis adequados, evitando o desenvolvimento de fungos e deterioração durante o armazenamento.

Seleção e classificação

Os grãos são selecionados e classificados com base em critérios como tamanho, peso, qualidade e teor de umidade. Isso ajuda a garantir que apenas grãos de boa qualidade sejam armazenados, evitando a contaminação e a deterioração.

Acondicionamento

As sementes são colocadas em recipientes apropriados para o armazenamento, como silos, armazéns ou bolsas. Esses recipientes devem proteger os grãos de fatores externos, como umidade, pragas e variações de temperatura. A vedação e a ventilação adequadas são essenciais para manter a qualidade dos grãos.

Monitoramento e controle

Durante o período de armazenagem de grãos, é importante monitorar regularmente as condições das sementes. Isso inclui a verificação da temperatura, umidade e presença de pragas.

O controle da temperatura e da ventilação evita a formação de condensação e o crescimento de fungos. Se necessário, medidas corretivas devem ser tomadas, como aeração, secagem adicional ou tratamentos para pragas.

Manejo e transporte

Quando chega a hora de comercializar ou utilizar os grãos armazenados, é necessário um manejo cuidadoso para evitar danos e preservar a qualidade. As sementes devem ser manuseadas de forma adequada, usando equipamentos apropriados no transporte e manejo.

É importante ressaltar que o processo de armazenagem de grãos requer conhecimento técnico e habilidades adequadas. Além disso, normas de segurança e regulamentações específicas devem ser seguidas para garantir a proteção dos trabalhadores e a conformidade com as leis vigentes.

Planilha de Ponto de Equilíbrio Financeiro. Baixar agora!

Principais cuidados da armazenagem de grãos para evitar perdas

Existem vários cuidados essenciais a serem considerados durante a armazenagem de grãos para evitar perdas. Aqui estão alguns dos principais cuidados a serem observados. Acompanhe!

Controle da umidade

A umidade é um fator crítico que pode levar à deterioração das sementes. É fundamental garantir que os grãos estejam secos antes do armazenamento e que a umidade seja controlada durante todo o processo.

Por isso, ela deve ser monitorada e controlada, pois altos níveis de umidade podem resultar em mofo, fungos e perda de qualidade.

Controle da temperatura

A temperatura também desempenha um papel importante na preservação dos grãos. É importante manter os grãos em uma faixa de temperatura adequada para evitar a proliferação de pragas e a formação de condensação.

A ventilação adequada é essencial para controlar a temperatura nos silos ou armazéns, permitindo o fluxo de ar adequado para dissipar o calor gerado pelos grãos.

Proteção contra pragas

As pragas, como insetos e roedores, podem causar grandes perdas nos grãos armazenados. Por isso, é importante adotar medidas de prevenção e controle de pragas, como:

  • a limpeza minuciosa dos locais de armazenamento;
  • o uso de tratamentos químicos adequados e;
  • a vedação adequada dos recipientes de armazenamento.

A monitorização regular da presença de pragas e ações rápidas em caso de infestação são essenciais para evitar danos aos grãos.

Manuseio adequado

Durante o manuseio das sementes, é importante evitar danos físicos que possam afetar a qualidade e a comercialização dos grãos.

O uso de equipamentos apropriados, como transportadores de correia ou elevadores, e a manipulação cuidadosa dos grãos ajudam a evitar a quebra ou a formação de grãos partidos.

Transporte de grãos

Os cuidados também devem ser mantidos durante o transporte de grãos. Como carroceria adequada para o tipo de grão, armazenamento correto em recipientes adequados, acondicionamento e o manuseio na carga e descarga.

Outro ponto que influencia bastante a perda de grãos é o excesso de peso no veículo. Esse fator influencia diretamente na perda de grãos durante o trajeto, assim como também auxilia na deterioração do veículo e aumenta o risco de acidente na estrada.

Portanto, essa é uma prática que deve ser evitada a todo custo e pode ser feita através do treinamento de motoristas e incentivo às boas práticas da empresa.

Viu como a armazenagem de grãos é importante para evitar prejuízos com a carga? Para melhorar a segurança da carga e evitar perdas, conte com a Buonny. Temos soluções aliadas à mais alta tecnologia para gerenciamento de riscos no transporte de cargas.

Através do nosso gerenciamento de transporte que monitora e acompanha toda a viagem em tempo real, você garante a segurança da operação, diminuindo os prejuízos de perda da carga e aumentando a eficiência. Clique aqui e converse com nossos especialistas.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato