Como o planejamento logístico beneficia o transporte de produtos varejistas

LOGÍSTICA 17/06/2022

O varejo brasileiro está constantemente em busca de estratégias para ampliar as vendas e o setor logístico precisa acompanhar o ritmo. O transporte de produtos varejistas requer planejamento, assertividade e uso de tecnologias para que os consumidores tenham suas demandas atendidas.

A mudança nos hábitos de consumo impacta diretamente a logística de abastecimento e transportes. Os consumidores são exigentes, querem encontrar os produtos na loja e, para assegurar os estoques e a diminuição da ruptura, varejistas precisam investir no planejamento logístico.

Os desafios para fidelizar os clientes estão relacionados também à forma como o varejo se prepara para atender demandas sazonais. A forte ciclicidade do varejo, que vê seus negócios aquecerem e desaquecerem conforme as oscilações da economia, e a sazonalidade são fatores que não podem ser negligenciados.

As vendas – e naturalmente a necessidade de transporte eficiente dos produtos e estoques – sofrem importantes alterações em datas como o Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia das Crianças, Black Friday, Natal etc.

Um relatório da EMIS, uma plataforma digital do Grupo ISI Emerging Markets, estima um crescimento de quase 4% no volume de vendas do varejo brasileiro em 2022. Segundo a consultoria KPMG, o ano será de reestruturação para o setor varejista. Naturalmente, o setor de transporte também terá de se reinventar para acompanhar o ritmo.

O caminho mais natural para que a logística de transportes venha a suprir as expectativas, é o planejamento e o uso de tecnologias e sistemas integrados à cadeia de abastecimento e gerenciamento de riscos de todas as movimentações de estoques. Neste artigo, vamos descobrir como essas ferramentas podem beneficiar o transporte de produtos varejistas e prevenir perdas. Fique conosco e aproveite o conteúdo que preparamos.

Logística alinhada às novas demandas do consumidor

O varejo já entendeu que precisa acompanhar as transformações e os novos hábitos de consumo para manter suas operações, satisfazer e fidelizar clientes, incrementar os resultados e garantir as vendas. O processo passa pelo uso de novas tecnologias de gestão e planejamento logísticos.

Manter os estoques abastecidos, a ruptura controlada e saber que seus produtos chegarão no prazo para abastecer lojas e gôndolas é essencial. E isso começa bem antes da fase de transporte das mercadorias. Requer planejamento logístico e gestão de estoques.

Uma ferramenta bastante utilizada para manter estoques assertivos e organizar os prazos para reposição de mercadorias é a análise do comportamento da curva ABC. Ela mostra quais produtos devem ser priorizados nas estratégias de vendas e tem impacto direto na gestão de estoque e de transportes.

Curva A

Itens considerados estratégicos, que atraem os clientes à loja. Para classificar as mercadorias dessa categoria a melhor fórmula é a 80-20: 20% dos produtos que correspondem a 80% das vendas. Ou seja, itens de maior interesse dos clientes e que não podem faltar no estoque. Eles representam baixa lucratividade.

Curva B

Produtos que não são tão estratégicos, mas equivalem a 30% dos itens comercializados e volume de 15% do faturamento. Tem boa procura e vendas, e normalmente permitem margens mais elevadas de lucro. Eles representam média lucratividade.

Curva C

São as mercadorias com menor reflexos no faturamento – cerca de 5%. Ainda que não representem o maior lucro, correspondem a 50% do estoque e movimentam as lojas. Ou seja, os clientes vêm atraídos pelos itens da Curva A, mas as curvas B e C juntas somam 80% dos itens à venda e representam alta lucratividade.

Como funciona o processo de transporte de produtos

O varejo é um setor com alta concorrência e diante da necessidade de se destacar dos concorrentes e atrair os clientes, o planejamento logístico e a gestão de transportes se torna crucial.

Afinal, varejistas além de trabalharem com baixos estoques, não querem mantê-los em trânsito, parados em alguma etapa de movimentação e, por isso, prezam pela agilidade no abastecimento das lojas, com atenção aos custos logísticos, principalmente nos fretes. Ou seja, a expectativa é alta na prestação de serviços em relação ao transporte das mercadorias.

Já os transportadores são uma atividade essencial, pois são o elo de toda a cadeia de abastecimento, ou seja, tudo que é produzido seja por indústrias brasileiras ou internacionais, somente chegarão no varejo com uma matriz de transporte eficiente, que envolve uma série de estratégias, cuidados e planejamento logístico. É preciso entregar com eficiência, e isso passa por embarques e entregas no prazo, custos reduzidos, segurança nas viagens, roteirização, rastreamento, e gerenciamento de riscos.

Leia aqui: Importância do gerenciamento de riscos para a logística no comércio varejista.

10 dicas para um transporte eficaz

Em 2021, os Institutos de Defesa do Consumidor (PROCON) registraram mais de 1,8 milhão de atendimentos. O levantamento Consumidor em Números 2021 mostra que 10,6% das queixas foram relacionadas ao varejo e ao comércio eletrônico. A plataforma Consumidor.gov.br recebeu outras 1,4 milhão de reclamações.

Para tornar o transporte de produtos mais eficaz, confira algumas dicas:

  1. Automatize e modernize o processo logístico e seja capaz de se adaptar às demandas de cada segmento.
  2. Aposte na roteirização e no gerenciamento de riscos para tornar o transporte mais assertivo.
  3. Faça um bom planejamento, levando em conta a sazonalidade e os períodos com picos de demanda.
  4. Acompanhe os indicadores de desempenho e conte com dados qualificados para a tomada de decisões.
  5. Mantenha a visibilidade da operação do início ao fim, em tempo real.
  6. Faça uma seleção criteriosa de motoristas e veículos para evitar fraudes e aumentar a segurança nas operações de transporte;
  7. Utilize sistemas integrados de gestão logística e interligue as áreas de produção, compras, estoque e transporte.
  8. Mantenha ferramentas de comunicação com motoristas e clientes, informando eventuais atrasos na viagem e reprogramando as entregas.
  9. Invista em tecnologia para rastreamento, monitoramento e prevenção de sinistros.
  10. Conte com parceiros especializados no desenvolvimento de soluções para a gestão do transporte e o planejamento logístico, como a Buonny.

Benefícios de um bom planejamento das viagens

O planejamento é a alma do negócio no transporte de produtos. Além de aumentar a eficiência, a produtividade e a lucratividade, um bom serviço de entrega matem as gôndolas abastecidas, fideliza os clientes e melhora a reputação da marca.

Sem planejamento logístico estratégico e conhecimento de mercado, as operações ficam fragilizadas. Se as falhas forem recorrentes, os prejuízos aumentam e a competitividade fica comprometida.

Um bom planejamento das viagens envolve:

– Roteirização e escolha dos melhores percursos.

– Acompanhamento das entregas e definição de padrões de qualidade.

– Automatização dos processos e controle de documentos e custos.

– Assertividade na escolha da frota e dos profissionais envolvidos na operação.

– Acesso a informações da viagem em tempo real.

– Acompanhamento dos indicadores de desempenho, agilidade nas decisões e processos de melhoria contínua.

Como o Buonny Log ajuda no transporte de produtos

Os investimentos em tecnologia, modernização da gestão logística, automatização dos processos e integração de sistemas operacionais levam ao sucesso no transporte de produtos varejistas.

É praticamente impossível falar em alta performance sem utilizar inteligência logística e tecnologia especializada. O Buonny Log é um exemplo de como um software de gestão logística pode elevar o padrão e os resultados no transporte de produtos varejistas.

O sistema permite o monitoramento das viagens em tempo real e aumenta a produtividade da frota e a eficiência, levando naturalmente à satisfação dos embarcadores e varejistas. Tudo gerenciado a partir de uma tela, com dados disponíveis em qualquer dispositivo conectado à internet: computador, celular ou tablet.

Funcionalidades do Buonny Log:

  • Gestão inteligente para o planejamento de viagens e rotas, com controle minucioso das informações.
  • Dashboards gerenciais e ampla visão de todo o processo, facilitando o planejamento e a gestão.
  • Acesso a dados qualificados que auxiliam na redução de custos e na ociosidade da frota.
  • Monitoramento da localização do veículo por meio do celular do motorista e do exclusivo aplicativo Buonny Driver.
  • Integração com os principais sistemas logísticos: TMS, WMS, ERP e tecnologias de rastreamento.
  • Acompanhamento logístico e parametrização dos eventos da viagem.
  • Sistema de pré-alerta com mensagens automáticas ou manuais sobre as entregas.
  • Painel de gestão da operação com posicionamento da frota, áreas de risco, pontos de parada, regras operacionais e informações sobre agendamentos, entregas, carregamentos, disponibilidade de veículos e performance dos motoristas.
  • Informação do tempo de carregamento nos CD´s ou lojas mães e tempo de descarga durante o abastecimento das lojas;
  • Informação das lojas com maiores retenções dos veículos;
  • Informação sobre o status do veículo que saiu do CD para melhor gestão;
  • Gestão de canhotos;
  • Garantia do Last Mile e B2C;

Quer saber mais? Fale com um dos nossos especialistas e seja mais assertivo e eficiente no planejamento logístico e abastecimento do varejo.

Leia também Software logístico: conheça as vantagens do Buonny Log e eleve a performance nas operações de transporte.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato