15 dicas de como reduzir o tempo do processo logístico

GESTÃO|LOGÍSTICA 02/08/2022

Você deseja reduzir custos, melhorar prazos e aumentar a qualidade dos produtos e serviços? Se a resposta for sim, tenha em mente a necessidade de contar com um processo logístico eficiente, fluxos organizados e gerenciamento rigoroso do tempo em cada etapa da cadeia de suprimentos.

Para otimizar a produção, estoque e entregas é fundamental contar com estratégias claras e metas bem definidas. De olho nisso, uma excelente alternativa é investir na modernização e automação do processo logístico de ponta a ponta.

Clientes têm pressa e a manutenção da competitividade depende, basicamente, do tempo que as empresas levam entre a negociação com fornecedores e compra de matéria-prima à chegada do produto ao destino, passando pela produção e gestão de estoques.

Processos logísticos longos e morosos prejudicam os negócios e comprometem, inclusive, a imagem e a sobrevivência das empresas. Se você quer melhorar a gestão, ganhar a confiança do mercado e otimizar o processo logístico, com prioridade para indicadores com tempo, custo e qualidade, aproveite as dicas a seguir.

Importância do processo logístico

Cada etapa logística exige atenção quando se quer melhorar a performance operacional e os resultados, por isso, todos os times envolvidos devem estar alinhados para otimizar os processos. Afinal, não adianta vender bem se há falhas na produção e gargalos na entrega ou vice-versa.

O processo logístico envolve a negociação com fornecedores e a compra de matéria-prima – considerando preços, prazo e qualidade dos insumos; produção; gestão de estoque; vendas e processamento dos pedidos; atendimento ao cliente; transporte e entrega.

Parece complexo e difícil, mas com integração das áreas, processos inteligentes, times capacitados e comprometidos, desenvolvimento de bons fornecedores, automatização das tarefas e uso de tecnologia para agilizar cada vez mais essas etapas é possível obter alta performance.

Impactos do processo logístico longo e demorado

Um processo logístico longo e demorado é um retrocesso, uma pedra no sapato, um gap para o crescimento da empresa. Quanto menor o tempo dedicado a cada etapa logística, melhor será o desempenho financeiro e operacional.

Considerando as dinâmicas do mercado atual e o nível de exigência dos clientes, é preciso ser ágil sem descuidar da qualidade ou negligenciar qualquer uma das etapas do processo logístico, que abrangem produção, armazenagem e transporte.

Sem uma gestão logística eficiente, os impactos à operação se acumulam, podem acentuar gargalos e causar prejuízos. Confira os principais impactos de um processo logístico longo e demorado:

  • Produtos sem giro de estoque ou vencidos, comprometendo a capacidade de atendimento ágil e eficiente aos clientes.
  • Falta de insumos, matéria-prima e, consequentemente, atrasos na produção e falta de mercadorias.
  • Demora no embarque e liberação das cargas, comprometendo prazos de entrega.
  • Erros na seleção de transportadores, complicações na viagem e falhas na roteirização causados pela pressa e tentativa de “recuperar” o tempo perdido na produção e gestão de estoques.
  • Avarias à carga por ineficiência na gestão dos transportes, gerenciamento dos riscos e problemas de má conservação ou armazenamento.
  • Insatisfação dos clientes e danos à imagem da empresa.
  • Perda de competitividade e riscos à manutenção dos negócios.
  • Má gestão da frota e problemas com a manutenção.
  • Falhas na comunicação e dificuldade de acesso a dados em tempo real.

15 soluções para reduzir o tempo do processo logístico

Se o processo logístico tem a função de melhorar os fluxos de produção, controle de estoque, embarques, viagens e entregas, é preciso otimizar seus prazos. Mas como reduzir o tempo do processo logístico?

A seguir, a gente dá algumas dicas que podem fazer toda a diferença nas rotinas da sua empresa.

  1. Identifique fornecedores com capacidade de se ajustar aos prazos da empresa e comprometidos com a entrega ágil dos insumos.
  2. Aprimore o controle e a gestão de estoques conforme a previsão de demandas e a capacidade produtiva.
  3. Invista em ferramentas para agilizar a comunicação entre os envolvidos no processo logístico e qualificar os dados disponibilizados.
  4. Utilize métodos de análise capazes de identificar pontos fortes e fracos da operação, a fim de priorizar os investimentos na solução dos principais gargalos da cadeia de suprimentos.
  5. Considere as demandas, necessidades e particularidades do processo logístico e dê atenção diferenciada a cada uma delas.
  6. Automatize as atividades operacionais, otimize os fluxos internos e dedique mais tempo à inteligência do processo logístico.
  7. Agilize a tomada de decisões com base em informações precisas, confiáveis e obtidas em tempo real.
  8. Capacite fornecedores e profissionais envolvidos no processo logístico.
  9. Defina metas e objetivos claros, estabelecendo parâmetros para o acompanhamento do processo logístico.
  10. Mantenha atualizados os dados sobre a necessidade de insumos, prazos de produção e entrega, estoques disponíveis e logística de transporte.
  11. Aposte em sistemas de roteirização, gestão de armazém, gestão de frotas, controle de entregas e gerenciamento de riscos.
  12. Faça a integração de sistemas de forma a facilitar a interface entre todas as áreas da empresa que influenciam, de alguma forma, no processo logístico.
  13. Pesquise a opinião dos clientes e mensure o nível de satisfação sobre a qualidade dos produtos, reposições, prazos de entrega e preços.
  14. Monitore os transportes, que assim como a qualidade das mercadorias é uma das etapas de maior influência na satisfação dos clientes. Confira se as entregas estão no prazo, se a mercadoria é entregue sem avarias e se a frota recebe a manutenção necessária.
  15. Aposte em inovação e tecnologias que reduzam os gargalos e aumentem a performance logística. A tecnologia ajuda na criação de um ambiente competitivo.

Como otimizar o processo de transporte

Sabemos que o transporte das cargas é decisivo na cadeia de suprimentos. Não basta apenas dar atenção ao gerenciamento de materiais e insumos, produção, armazenamento e vendas se a movimentação de cargas e a entrega deixarem a desejar.

No processo logístico, é fundamental fazer gestão do transporte e o gerenciamento de riscos na movimentação das cargas para reduzir prejuízos e obter ganhos em custos, prazos, qualidade e eficiência.

Para melhorar e otimizar o processo de transporte, um excelente aliado é o Buonny Log. O software logístico permite o monitoramento das viagens em tempo real e transforma os dados em inteligência para a tomada de decisões, aumentando a eficiência do processo logístico.

Além disso, o sistema integra informações, fornece relatórios com indicadores de desempenho e facilita o gerenciamento das operações nas etapas de embarque, viagem, entrega e pós-viagem. As informações ficam centralizadas e acessíveis, facilitando a gestão.

O Buonny Log oferece:

  • Gestão da frota e monitoramento.
  • Emissão de alertas automáticos.
  • Controle de retenção.
  • Controle de velocidade.
  • Controle da jornada do motorista.
  • Programação e agendamento de carregamento e descarregamento.
  • Gestão de documentação para confirmação de entrega.
  • Painel de monitoramento logístico para acompanhamento em tempo real e gestão imediata de ocorrências.
  • Integração com sistemas TMS, WMS, ERP e equipamentos de rastreamento.

Precisa melhora a integração, aperfeiçoar a comunicação e a visibilidade operacional, reduzir o tempo do processo logístico e aumentar em até 30% a eficiência na gestão de transporte? Fale com um especialista e conheça o Buonny Log.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato