Reentregas de mercadorias: pontos importantes para diminuir a incidência

Quem trabalha com transporte de cargas sabe que o alto índice de reentregas de mercadorias pode representar um problema para o negócio.

Dentre as preocupações estão os custos adicionais, a perda de tempo e a insatisfação dos clientes.

Nesse cenário, é preciso estar preparado para diminuir essa taxa e otimizar ao máximo as atividades de transporte. Só assim é possível garantir a competitividade da empresa em um mercado altamente competitivo como o de transporte de cargas no Brasil.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo com estratégias para diminuir o índice de reentregas de mercadorias, melhorar a qualidade do serviço e garantir a satisfação dos clientes. Acompanhe!

Quais os impactos das reentregas na transportadora?

As reentregas são tentativas de entrega de uma encomenda que falharam na primeira vez. Elas podem ter vários impactos negativos para uma transportadora. Confira a seguir alguns deles.

Aumento dos custos operacionais

Cada reentrega implica em mais tempo dedicado, mais gasto de combustível e mão de obra, que acabam aumentando os custos operacionais da transportadora.

Atrasos na entrega

As reentregas podem levar a atrasos, o que pode afetar a reputação da transportadora e a satisfação do cliente.

Insatisfação do cliente

Quando um cliente precisa lidar com reentregas, ele pode ficar insatisfeito com a transportadora e até mesmo com o produto em si.

Perda de clientes devido as reentregas

Se um cliente tiver experiências negativas recorrentes com reentregas, é possível que ele opte por uma outra transportadora.

Planilha de Controle de Entrega. Baixar agora!

Como evitar as falhas no processo que ocorrem reentregas de mercadorias?

É importante que o gestor de frota esteja atento às atividades da sua transportadora. Uma forma de evitar essas falhas é adotar medidas necessárias para minimizar a necessidade de reentregas.

É possível fazer isso através da tecnologia de rastreamento de encomendas, políticas claras de entrega e comunicação com o cliente, e uma equipe treinada para situações complexas.

Para ajudar você a criar uma política de entrega de mercadoria eficiente, fizemos o passo a passo abaixo. Acompanhe!

Mantenha os dados dos clientes atualizados

Manter os dados dos clientes atualizados é fundamental para garantir que as entregas sejam feitas no endereço correto. Também é indicado informar ao cliente sobre o andamento da entrega da mercadoria, assim como conferir se a mesma foi feita corretamente.

Invista no monitoramento das entregas em tempo real

Utilizar tecnologias de monitoramento de entregas em tempo real pode ajudar a evitar atrasos e reentregas desnecessárias. Elas também são capazes de fornecer informações precisas sobre o status da entrega para o cliente.

Planeje as rotas com eficiência

Planejar as rotas de entrega de forma eficiente pode ajudar a economizar tempo e reduzir custos, além de garantir que as entregas sejam feitas no prazo.

Monitore o motorista para evitar reentregas

Monitorar o motorista durante as entregas pode ajudar a garantir que ele esteja seguindo as rotas corretamente e cumprindo os prazos de entrega, o que otimiza a operação logística do negócio.

Identifique onde o seu processo pode melhorar

Utilizar softwares de monitoramento logístico ajuda o gestor de frota a ter uma maior visibilidade da operação. Através de dashboards logísticos, a equipe consegue identificar erros e falhas que podem ser corrigidos para melhorar a eficiência no serviço.

Um exemplo é a identificação de atrasos frequentes ou rotas pouco eficientes.

Como reduzir custos no transporte de cargas
Baixe agora nosso ebook Como reduzir custos no transporte de cargas

O papel da gerenciadora de riscos na eficiência de entregas e reentregas

A gerenciadora de riscos é responsável por identificar e minimizar os riscos durante a operação de transporte de cargas. Confira abaixo as principais funções da gerenciadora para a eficiência de entregas.

Identificação de riscos

A gerenciadora de riscos identifica os riscos a partir de uma análise das rotas traçadas. Seu objetivo é minimizar os erros e prevenir situações que tragam prejuízos como acidentes e roubos de carga.

Prevenção de riscos

Com base na identificação das ameaças, a gerenciadora de riscos elabora um plano de ação para prevenir e reduzir os riscos.

Ela oferece sistemas tecnológicos para monitorar em tempo real a viagem. Também são promovidos treinamentos aos motoristas, intensificando a prevenção e o uso dos sistemas adotados pela empresa.

Acompanhamento de dados

A gerenciadora de riscos monitora a operação para extrair dados importantes que servirão para otimizar a operação. Essas informações auxiliam na redução de custos, melhoria dos processos e aumento da produtividade da empresa.

Leia também: Por que investir em uma torre de controle logístico?

Suporte em caso de sinistros

Em caso de sinistros, a gerenciadora de riscos oferece suporte à transportadora, minimizando danos e reduzindo os impactos na operação.

A ação da gerenciadora de riscos também pode fazer com que a carga seja recuperada em caso de roubos ou furtos. Isso devido à tecnologia utilizada de rastreamento de cargas.

Entendeu como diminuir o índice de reentregas de mercadorias? Ao contar com um sistema de monitoramento de risco, todo o processo fica muito mais fácil!

Clique aqui e conheça as soluções da Buonny. Nossa empresa é líder em gerenciamento de riscos para o transporte de cargas, com soluções tecnológicas que buscam dar mais eficiência à operação dos nossos clientes. Clique aqui e converse com nossos especialistas.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato