Logística de transporte: quais os principais desafios para manter a eficiência

GESTÃO LOGÍSTICA 17/03/2023

Alcançar uma boa logística de transporte com otimização e eficiência é um dos principais objetivos quando se busca aumentar a competitividade e se destacar no mercado.

Isso porque para melhorar os processos, é preciso lidar com os principais desafios do setor, como acompanhar tendências tecnológicas para melhorar a qualidade do serviço e aumentar a satisfação dos clientes.

Cumprir prazos, evitar prejuízos, garantir a integridade da carga e a qualidade na entrega, são apenas alguns desses desafios.

Pensando nisso, separamos para você quais os principais desafios da logística de transporte e fizemos uma lista com 4 soluções — entre ferramentas, práticas e investimentos — que podem ajudar no aprimoramento dos processos logísticos e seus resultados. Confira!

O que é logística de transporte e a sua importância?

A logística de transporte é uma série de processos pensados e colocados em prática para que a entrega de um produto seja feita dentro do prazo.

Porém, a cada ano que passa, novas soluções são incorporadas no mercado, buscando melhorar cada vez mais a qualidade do serviço.

E por isso, a sua transportadora deve acompanhar essas tendências para conseguir se manter competitiva no mercado e garantir a satisfação dos clientes.

Como é o caso de ciclos de entregas cada vez menores e a possibilidade de acompanhamento da carga pelo cliente com feedbacks em tempo real.

Assim como outras soluções, é importante garantir que a entrega seja feita de forma rápida, econômica e segura. E isso é possível com um planejamento logístico detalhado e a ajuda de ferramentas que garantam a eficiência de toda a operação.

Confira a seguir alguns dos principais desafios enfrentados pela logística de transporte.

Planilha de Simulação de Rateio. Baixar agora!

Quais os principais desafios para fazer uma logística de transporte eficiente?

Para obter sucesso na logística de transporte, a empresa precisa unir infraestrutura, tecnologia e execução. Isso tudo de forma otimizada para que o serviço seja cada vez mais eficiente para garantir a satisfação do cliente.

Para tanto, veja abaixo os principais desafios da logística de transporte e como eles podem ser enfrentados.

Segurança nas rodovias

As condições das vias causam preocupação e prejuízos às empresas de transporte brasileiras. Segundo os dados divulgados pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), o ano de 2022 foi considerado o pior ano de todos com relação às más condições das rodovias.

Dos 110.333 quilômetros avaliados, 66% foram classificados como regular, ruim ou péssimo. Em 2021, esse percentual era de 61,8%.

Esse é um ponto alarmante, pois para quem possui frota própria, acaba por danificar os veículos que precisam de mais manutenção.

Outro ponto é a falta de segurança com relação a roubos e furtos. Isso acaba pressionando a transportadora a investir em equipamentos de segurança e em um gerenciamento de riscos mais eficiente.

A boa notícia é que o mercado está cada vez mais adaptado, entregando soluções mais tecnológicas e eficazes como rastreamento e monitoramento em tempo real, uso de iscas de carga, torre de controle logístico, dentre outros.

Tudo isso para zerar o número de roubos e furtos e evitar prejuízos de perda de carga. Assim como garantir a segurança do motorista e colaboradores.

Integração de sistemas

Para garantir a fluidez na operação, a integração de sistemas é essencial. Isso faz com que os setores consigam melhorar a sua comunicação e a gestão logística tenha uma visibilidade maior de toda a operação.

Além disso, é possível acompanhar os dados em tempo real, através de dashboards. Essas informações servem para que a equipe tome decisões mais assertivas e de forma ágil para garantir melhores resultados.

Preço do combustível

O planejamento de custos contribui diretamente com a economia de recursos na operação. E como a redução de custos é um dos principais desafios da logística de transporte, é preciso desenvolver uma gestão eficiente.

As oscilações do preço do combustível não são as únicas preocupações. Outros fatores contribuem para o aumento do consumo da frota como a falta de manutenção dos veículos, o abastecimento com produtos adulterados, a má conduta do motorista, dentre outros.

Por isso, um plano de gestão de riscos também oferece soluções para monitorar esses pontos, como o uso da telemetria.

Qualificação de profissionais

Para garantir que a carga chegue em segurança ao destino final, é preciso contar com motoristas experientes na estrada. Além disso, o estilo de conduta do motorista também influencia no consumo de combustível e na segurança do próprio colaborador, da carga e de outros agentes no trânsito.

Com a ajuda de uma gerenciadora de riscos, é possível criar um plano de prevenção de acidentes e monitorar a conduta do motorista em tempo real. Isso permite identificar momentos de fadiga, enviando alertas para evitar possíveis acidentes.

Por outro lado, na área de gestão, também é preciso contar com profissionais com expertise no monitoramento da frota e controle dos processos logísticos. Isso garante maior agilidade à operação e minimiza os erros que podem causar prejuízos.

Como reduzir custos no transporte de cargas
Baixe agora nosso ebook Como reduzir custos no transporte de cargas

4 ações que vão melhorar os processos na logística de transporte

Agora que você já entende os principais desafios, confira 4 soluções que podem ajudar no aprimoramento dos processos logísticos e seus resultados.

Mapeamento de processos na logística de transporte

O mapeamento de processos consiste no estudo da forma com que as atividades são executadas. Essa tarefa tem o objetivo de verificar se os métodos de trabalho são eficazes, ou se precisam de melhorias.

A ideia é conseguir corrigir as falhas e aplicar melhorias, eliminando desperdícios e etapas que não agregam valor aos produtos e serviços.

Dessa forma, os processos são avaliados, de ponta a ponta, além das suas entradas e saídas, fornecedores e clientes (internos e externos). Posteriormente, cria-se um desenho desse fluxo e toda análise é feita a partir daí.

Acompanhamento de indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho podem ser definidos como uma ferramenta de gestão criada para auxiliar no acompanhamento dos resultados. Por meio deles, o gestor consegue avaliar se os esforços dedicados na realização das tarefas são suficientes para alcançar as metas definidas anteriormente.

Da mesma forma, eles também ajudam na identificação dos gargalos, suas prováveis causas e o que precisa ser feito para corrigi-los.

Benchmarking focado na gestão e otimização da logística

O benchmarking pode ser definido, resumidamente, como a busca pelas melhores práticas de um mercado específico. Por meio dele, empresas do mesmo ramo (de preferência os líderes de mercado e os concorrentes diretos) são estudadas.

O objetivo é realizar um comparativo entre os processos internos e externos, identificando o que as outras empresas fazem de diferente. Assim, é possível saber o que pode ajudar a aprimorar ainda mais a forma de trabalho na sua transportadora.

Contudo, vale ressaltar que não se trata de uma cópia do que seus competidores fazem de melhor, mas sim em como essas questões podem ser aproveitadas e adaptadas para o seu modelo de negócio e seu público.

Investimento em tecnologia para logística de transporte

Big Data

O volume de dados que são gerados em uma rotina logística é bem grande. E você pode contar com soluções tecnológicas para processar e suportar essa quantidade, sem que haja perda de qualidade.

WMS

O WMS ou Sistema de Gerenciamento de Armazém é uma ferramenta voltada para o controle e análise de estoques. Por meio dele, se consegue organizar rotinas desde o recebimento até a expedição e inventários de materiais. Ele faz com que você consiga analisar com mais agilidade todos os processos, reduzindo as chances de erros na operação.

TMS

Já o TMS ou Sistema de Gerenciamento de Transportes é voltado para a otimização da gestão de frete e segurança da operação. O investimento nesse software permite tomar decisões sobre a melhor opção de transporte, traçar um planejamento eficiente do dia a dia e garantir o gerenciamento do ciclo de vida da transportadora.

ERP

O ERP não é um sistema totalmente voltado para a logística, mas ele proporciona a integração entre todas as áreas da empresa, viabilizando a comunicação entre setores como compras, estoques e vendas.

Com ele, as trocas de informações entre as áreas são feitas de forma automática, em tempo real e de maneira mais acertada.

Conheça as soluções da Buonny. Nós somos líderes de mercado e trazemos soluções inovadoras aliadas à tecnologia para garantir segurança, agilidade e fluidez na operação de transporte. Clique aqui, converse com nossos especialistas e saiba como a Buonny pode trazer esses benefícios para a sua empresa.

Compartilhar esse artigo:
LinkedInFacebookTwitter

Entre em contato